InícioGeralGramado e CanelaNo ronco dos motores, Caravaggio passou e abençoou

No ronco dos motores, Caravaggio passou e abençoou

Tempo de leitura: < 1 minuto

CANELA – Desde antes do amanhecer de domingo (22), as ruas no entorno da Catedral de Pedra já estavam lotadas de automóveis, caminhões e motocicletas. Os motoristas aguardavam ansiosos pela saída da Romaria Motorizada, que contou também com a participação de ciclistas.

Seguindo o caminhão que conduziu a Santa peregrina muitos ciclistas, motociclistas, carros de passeio, caminhões e vans participaram do cortejo, da Igreja Matriz até o Santuário de Caravaggio. Até às 14h ainda chegavam carros no Santuário, sendo esta uma das maiores romarias motorizada dos últimos anos.

A Missa Campal, na chegada da procissão, foi celebrada pelo reitor do Santuário padre Victor Farias que chamou a atenção de quem participava, lembrando da necessidade de termos momentos de encontro para expressar a fé e a devoção.

 Adilson de Matias, 53 anos, que trabalha com caminhão desde os 16, dirigiu o caminhão que levou a imagem de Nossa Senhora de Caravaggio. Ele contou que passou por momentos muitos difíceis profissionalmente e que a fé na mãe de Caravaggio o salvou. Desde que se mudou para Canela, há seis anos, Adilson ajuda voluntariamente o Santuário e a organização do evento.

Romaria a Pé

Na quinta-feira (26) dia de Nossa Senhora de Caravaggio, feriado municipal em Canela, ocorrerá a grande Romaria a Pé, quando são esperados milhares de devotos que vão ao Santuário pagar promessas e pedir graças durante o trajeto de 7km em oração, muitos de pés descalços, com crianças vestidas de anjo e alguns até carregando grandes cruzes.

A Romaria e Festa em honra a Nossa Senhora de Caravaggio está em sua 62ª edição, é o mais antigo evento de Canela e um dos maiores eventos religiosos da Diocese de Novo Hamburgo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido