Início Notícias Política Legislativo de Caxias rejeita novo pedido de impeachment

Legislativo de Caxias rejeita novo pedido de impeachment

Tempo de leitura: < 1 minuto

Como era previsível, a admissibilidade do 4º pedido de impeachment contra o prefeito de Caxias do Sul, Flávio Cassina, e do 2º contra o vice-prefeito, Edio Elói Frizzo, foi rejeitada por 20 votos a um, na sessão ordinária desta terça-feira (11), realizada na sala das comissões do Legislativo. Apenas, o vereador Chico Guerra/Republicanos votou favoravelmente. Com isso, o documento externo 112/2020 foi arquivado.

Assinado por Julio Cesar da Silva Soares, ocupante de cargo de confiança na administração de Daniel Guerra, que teve seu mandato cassado no final de 2019, o texto solicitava a cassação por alegadas infrações político-administrativas, além de suposto crime contra a incolumidade pública. O autor apontou que o prefeito e o vice editaram o decreto 21.091, considerado por ele ilegal, determinando regras de distanciamento social não permitidas pela norma estadual. Argumentou que, no cenário de Covid-19, o ato motivou intervenção do Ministério Público, o que teria exposto a população ao contágio pelo novo coronavírus.

Único vereador a se manifestar, na discussão em plenário, Arlindo Bandeira/PP considerou que a denúncia não reuniu argumentos para a cassação de prefeito e vice. O rito da votação se baseou no decreto-lei federal 201/1967. Desde o início deste ano, outros três pedidos de impedimento contra o chefe do Executivo já foram rejeitados em plenário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido