Início Colunistas Trabalhando dá!

Trabalhando dá!

Tempo de leitura: < 1 minuto

Aos poucos vamos reconstruindo a economia. Mas sabemos que o trabalho será árduo e a recuperação lenta. Mas, trabalhando a gente chega lá.

Cuidar é preciso

A cada dia perdemos um amigo, um conhecido, um parente. E isso nos deixa muito tristes. É certo que devemos ajudar a cuidar de quem tem comorbidades, ou a quem convive com alguém assim. Cuidados são necessários para todos nós. Porém, ao que se percebe, a doença maldita, chinesa e comunista, ataca quem ela escolhe. Lamentavelmente cuidar parece não resolver. Pois, já são 11 dos 27 governadores infectados. 10 dos 22 ministros e o próprio presidente Bolsonaro. Se o governador de SP, que aparecia todos os dias em longas entrevistas na TV ensinando como se proteger contraiu, o que dizer de nós pobres mortais sem tal estrutura?

O pai da Rita

Faleceu na madrugada de ontem seu Luiz Auri de Souza, 61 anos, o pai da Jornalista Rita Souza, que foi nossa editora-chefe aqui no JI por muitos anos. Quero deixar a solidariedade minha e da família Integração para com ela e sua família. Força e fé!

Morro do Dedão

Fui dar uma olhada no asfalto que está ficando pronto. Uma grande obra para aqueles moradores. Linda região, lindas chácaras e agora uma linda estrada. Valoriza tudo! Até fim deste mês deverá estar tudo pronto. São 2 quilômetros e trezentos metros de pavimentação.

Estrada Serra Grande

A prefeitura havia anunciado que faria a recuperação de três quilômetros da ERS-373 (Estrada Serra Grande), com recursos próprios. Ocorre que com a decisão do Judiciário mandando o Daer fazer a conservação, o Município precisa aguardar o final deste processo. Logo, por ora, nada…

Rótulas na 115

De fato parece uma solução fácil e barata colocar rótulas ao modelo daquelas de Três Coroas e Igrejinha. O que não dá para entender é que as coisas não acontecem. Obras caras foram feitas nestes últimos anos e isso que seria fácil fica no esquecimento. Se vermos o exemplo da Covid-19, as medidas árduas, com custo gigante, para salvar vidas. E ali onde o custo seria baixo, vidas se perdem e nada fazem. Incompreensível!

Eleições 2020

Amanhã, dia 15, o diretório do MDB (15) de Gramado tem compromisso. Os 45 membros estão sendo chamados para reunião virtual, não se sabe ainda exatamente para o que, mas deverá ser anunciado o nome de Evandro Moschem como pré-candidato do partido a prefeito.

Fedoca está bem

O prefeito Fedoca teve complicações cardíacas, no início desta semana, foi atendido em Gramado e transferido a Porto Alegre onde acabou recebendo um marca-passo.

Fedoca candidato?

De volta, na quarta-feira, gravou um vídeo e publicou nas suas redes sociais dizendo-se bem, demonstrando entusiasmo para o enfrentamento dos problemas do município, referindo-se à Covid-19. Como sabemos o chefe do Executivo tem o direito de concorrer à reeleição se assim desejar. Mas, sobre isso, não falou nada. Tem dito que se o ‘grupo’ quiser, buscará a reeleição. Resta aguardar o quanto essa nova condição de saúde vai interferir em sua decisão. E o MDB parece que cansou de esperar e vai anunciar sua decisão amanhã.

Candidatura única?

O MBD de Canela marcou coletiva para a imprensa na semana passada para esta terça-feira. Ansiosos pelo que seria dito, dávamos como certo que seria anunciado a repetição da chama Constantino e Gilberto Cezar. Mas não, o presidente Vilmar avisou que está em plena negociação com todos os partidos, visando uma candidatura única, juntando PDT, PSDB, PP, o MDB e todos os demais da cidade.

Gino não acredita

Na quarta de manhã entrevistamos aqui na rádio do Jornal Integração os presidentes do PDT, Gino Bazzan e do PSDB, Gilberto Cezar. Ambos não acreditam em uma conjuntura dessas e sequer ensaiaram uma condição para isso. O PSDB não tem plano ‘B’ para o caso de não ser chamado a ser novamente o vice e o PDT não terá consenso, se for chamado a integrar a chapa de Constantino.

Sem chapa pura

A coletiva foi a maneira que a parte emedebista que defendia chapa pura encontrou para anunciar que declinou, aceitando o apelo do prefeito Constantino, que defende desde sempre uma coalizão, ou pelo menos uma conjuntura maior para a manutenção do que chama de “pacificação política”. Como disse Gino, tal circunstância, chapa única, deveria ter sido tratada há mais tempo. 

Cicero Altreiter

O vereador e presidente do MDB de Gramado, Everton Michaelsen, se licenciou por 15 dias. Na terça-feira assumiu a cadeira no Legislativo o suplente Cicero Altreiter, da Várzea Grande. Michaelsen avisou que virão mais suplentes por aí, recebendo oportunidade nos próximo dias. Denis Schell e Ana Lovato são os próximos da fila.

Turismo e Corona

A expectativa geral é de que o turismo reacenda quase que imediatamente após os números do Coronavírus melhorarem um pouquinho, até porque os eventos do segundo semestre ainda prometem. Também há muitos setores da economia que não foram tão afetados, criando uma demanda enorme reprimida de pessoas loucas para pôr o pé na estrada e ‘buscar novos ares’. Por isso é imperativo que os nossos municípios sigam se reforçando na estrutura de atendimento e prevenção. O vereador Professor Daniel sugeriu na sessão passada a contratação de mais agentes, que atuem, também, na orientação, com distribuição de material pedagógico e máscaras à comunidade. A vereadora Manu da Costa destacou que ações que transmitam segurança aos munícipes que estão se sentindo ameaçados pela presença dos turistas se fazem urgentes. A presidente Rosi Ecker Schmitt também fez coro a esta preocupação.

Ajuda aos empresários

Os vereadores também manifestam a sua preocupação com a volta da economia. O Professor Daniel disse que está apresentando um anteprojeto ao Executivo para a criação de um fundo municipal de apoio e amparo às pequenas empresas, que estimule a criação de microcréditos para estas. O vereador Everton Michaelsen destacou que a administração pública precisa se dedicar pela desburocratização. Lembrou que ainda em 2018 pediu a criação da sala do empreendedor para dar apoio jurídico, financeiro e técnico do Sebrae e fez 12 propostas para diminuir a burocracia, auxiliado pelos contabilistas da cidade. “O momento atípico exige novos modelos de relacionamento comercial”, acentuou e acrescentou que o Plano Diretor trava, ao invés de incentivar o desenvolvimento. “Imperioso se adequar e evitar o excesso de normas e tanta burocracia”, completou.

Rafael Ronsoni disse que desde o início da pandemia vem alertando que o poder público deve fazer algo para evitar o desemprego, que inicialmente era ridicularizado, mas que agora percebe que mais vereadores estão se juntando à causa. “Começaram a se acordar, hoje estão vendo a importância de uma pequena ajuda a uma pequena empresa”, destacou. Para ele é hora de deixar as obras de lado neste momento e focar nas pessoas, deixando de lado o interesse eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido