Início Notícias Esportes Técnico do Gramado Futsal e a tática virtual neste período

Técnico do Gramado Futsal e a tática virtual neste período

Tempo de leitura: < 1 minuto

Tiago Manique

[email protected]

GRAMADO – Na segunda quinzena de fevereiro, o Gramado Futsal anunciou Rodrigo Saldanha como o novo treinador para comandar a equipe na temporada de 2020 na disputa da Liga Gaúcha 3. Formado em educação física e jornalismo e especialização em exercício físico terapêutico, ele que atualmente reside, em Nova Petrópolis possui experiência no exterior. Em 2018 trabalhou com futsal na Nova Zelândia participando dos treinamentos da seleção daquele país, que conta com brasileiros na comissão técnica.

Além das graduações e a especialização, fez estágio com treinadores como Marquinhos Xavier, ex-técnico da ACBF e atual da Seleção Brasileira e cursos com Diego Giustozzi treinador da Argentina campeã do mundo na última Copa e com Ricardo Sobral, o Cacau, atual treinador da seleção do Kuwait.

O Gramado Futsal havia recém iniciado as avaliações de atletas no mês de março, para posterior fazer parte do grupo principal, porém com a chegada do coronavírus as atividades foram interrompidas. Com poucos dias de trabalho, Rodrigo aprovou os primeiros treinamentos.

"Fase de avaliações foram de poucos encontros, mas as impressões foram positivas, abrimos espaços para atletas da região fazer parte do projeto. Surgiram bons potenciais e vão agregar no grupo que já têm uma base formada com atletas qualificados que jogam juntos há muito tempo, então só aguardar reiniciar os trabalhos, pois a expectativa é muito boa para a temporada", disse.

Referência como técnico, Rodrigo nomeou Marquinhos Xavier, principalmente pelo lado didático que tem de orientar os atletas, onde a preocupação não é somente dentro de quadra e sim de fazer com que os jogadores também aprendam sobre o futsal.

"Para mim no momento é o Marquinhos, gosto muito é um amigo que o futsal apresentou, ele é professor de educação física, então se preocupa em passar conteúdo e ensinar e todos que jogam com ele aprendem. Tem o "DNA" de professor e leva isso para dentro da quadra, mas claro tem o estilo dele, sanguineo e quer ganhar sempre", enfatizou.

E o estilo de jogo de Rodrigo Saldanha? O comandante gramadense confessou ser agitado, participativo, mas ponderou que não é uma atitude que atrapalhe o andamento do jogo seja com atletas ou arbitragem.

"Confesso que sou inquieto, falo muito, gesticulo, tentei ser mais comedido, mas não consigo. Nada que prejudique a equipe e arbitragem, mas costumo utilizar aquilo que estudo durante as partidas, jogando junto na medida do possível", explicou.

Com perfil já mencionado, Rodrigo também pontuou se o jogador tem a necessidade de se adaptar ao modelo de jogo do técnico ou o inverso de procurar colocar o pensamento de jogo lincado com as características do grupo.

"Sou da ideia de fazer primeiramente a leitura  do grupo à disposição, de saber as características táticas, técnicas e mental e tentar desenhar o modelo de como vamos jogar, mas claro ajustando a cada semana, conforme também o adversário. Tenho esta opinião que o modelo de jogo não tem fim é uma roda em constante movimento", citou.

Se dentro de quadra não tem como treinar e orientar a equipe, a tática adotada que vem sendo reforçada neste período é o trabalho virtual, com foco é claro no futsal. Desde 2018, quando ainda residia na Nova Zelândia, Rodrigo Saldanha conta com conteúdo nas redes sociais, denominado de Mercado Futsal (instagram e facebook), além do canal no youtube que leva seu nome onde debate a modalidade, mostra estilos de jogo e curiosidades sobre o futsal.

"Este trabalho de redes sociais, surgiu de criar algo que falasse sobre a realidade do futsal, o dia a dia. Converso com as pessoas, debato, faço vídeos com conteúdo de análises de jogos e  treinamentos sempre comunicando a respeito do futsal e nesta fase de quarentena, estou produzindo mais conteúdo e claro ficando em casa cuidando da família, se alimentando bem procurar ter uma saúde mental e procurar sempre principalmente nestes momento de praticar a empatia, pois logo sairemos desta fase", finalizou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido