InícioNotíciasEsportesA melhor jogada é a disciplina

A melhor jogada é a disciplina

Tempo de leitura: < 1 minuto
Foto: Fotos: Tiago Manique/JIH – Cerca de 70 crianças e adolescentes participam da escolinha

Tiago Manique

[email protected]

CANELA – O professor apita, a bola rola e inicia mais um dia de treinamento no Centro de Formação de Atletas Rico (CFARico), escolinha que está há quase um ano de atividades no município que tem como sede o Parque do Sesi, atuando com crianças e adolescentes dos cinco aos 17 anos com as categorias masculino e feminino.

Pela primeira vez na recente história do clube criado no mês de setembro de 2018, está participando de competições municipais e regionais. No futsal, a equipe encerrou participação recente no Sub-15 e o Sub-11 ainda briga por classificação para a próxima fase. Já no futebol, o desafio é pelo Gauchinho nas categorias sub-11, sub-13 e sub-17 onde as equipes já estão participando da competição.

Os treinamentos ocorrem diariamente no Parque do Sesi, manhã e tarde e o diretor e técnico da garotada sonha alto.

Formado em educação física pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Augusto Rico que já treinou categorias de base e futebol feminino do Pelotas, ambiciona futuramente o planejamento de disputar o Gauchão Feminino, mas ressalta que além da importância desta competitividade o foco é a orientação educacional e disciplina. Um dos regramentos para estar participando das escolinhas e campeonatos, o aluno tem que ser um craque fora de campo ou quadra e ser um ”camisa 10” em casa e escola.

“Estamos no caminho certo, além do futebol temos que procurar o aprendizado que o esporte pode nos proporcionar este é o nosso princípio educação, disciplina e comprometimento, principalmente, onde na escola fizemos cobrança com os alunos de notas escolares que precisam estar bem entregando os boletins. O futebol é o secundário, acima de tudo a amizade responsabilidade e disciplina”, explicou.

Rico mencionou da importância da competitividade e projeta que o CFARico tem que ser diferenciada no quesito de escolinhas no município e região. “Começamos as escolinhas e já estamos participando das competições, buscamos algo grande  não queremos ser somente mais uma escolinha, temos que procurar ser a melhor, evoluir como equipe é o nosso objetivo e expectativa”, relatou.

Também com formação em educação física, Lucas Holz Rodrigues acompanha Rico no projeto. Preparador de goleiros da garotada ele destacou que mais importante que a parte de formar atletas e de competitividade é a relação dos jovens no crescimento pessoal. “A busca principal é pela evolução no crescimento de cidadania e social das crianças”, comentou.

Para participar da escolinha os interessados podem contatar através dos telefones (54) 98102.0483 ou (53) 98129.7481. O clube conta também com página no Facebook: Centro de Formação de Atletas Rico.

Exemplos de evolução

Desde o início das atividades na escolinha, Irian da Silva Barbosa Soares, 12 anos, que gosta de atuar como atacante admite que desde então o desempenho escolar e a disciplina foi evidente uma melhora. “Melhorei bastante, coisas que eu fazia antes agora não faço, melhorou minha disciplina, coordenação e convivência em casa com a família”, relatou o jovem, morador do bairro Bela Vista que com personalidade não se inspira em nenhum atleta e que confia em si para realizar o sonho de se tornar jogador.

Thierry Ravel da Rosa dos Reis, 12 anos, atua como zagueiro e reside na Vila Maggi. Iniciou em março na escolinha e além da evolução na parte técnica e tática no futebol também relatou que a concentração foi um dos principais fundamentos que está levando do campo para casa e sala de aula.

“Melhorei bastante na parte da disciplina, a convivência com colegas e familiares e minha concentração, eu sempre chegava atrasado para ir à escola e agora consigo chegar no horário certo”, citou o garoto que se inspira no zagueiro do Internacional, Victor Cuesta.

Morador da área central de Canela, Rafael Gonçalves da Silva Dutra, 13 anos, enumerou a disciplina, educação e diálogo com a família como fatores principais da melhora pessoal após ingressar na escolinha. Como todo meia direita, sua preferência é por jogadores da posição. Ele falou de qual atleta tem sua admiração e o que mais seu modo de atuar é parecido. “Para mim, o jogador que mais admiro é o Messi, mas o meu estilo é parecido com o do Arthur, quero ser jogador”, afirmou ele que atua também na filial da escolinha do Grêmio, em Campo Bom.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido