Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Identifique-se para ganhar mais 1 artigos por mês!

Já sou assinante!

InícioExclusivo AssinantesNão haverá lockdown

Não haverá lockdown

Tempo de leitura: < 1 minuto

REGIÃO – Desde quarta-feira (3) correm informações de que os dois municípios, Canela e Gramado, adotariam medidas ainda mais restritivas do que as impostas pela bandeira preta. Porém, uma fonte do Jornal Integração avisou na manhã desta quinta-feira (4) que Gramado não aderiria a uma iniciativa destas.

“Vamos seguir em bandeira preta conforme determinação do Governador para todo o Estado e talvez colocaremos em decreto [ainda sem a data exata de publicação] algumas restrições a mais na construção civil, indústria diminuindo o teto de operação de 75% para 50% e talvez algumas restrições no controle do fluxo dos mercados. Também colocaremos ações da Secretaria de Saúde e do Hospital no fluxo de atendimento dos pacientes com Síndromes Gripais, ampliação no horário da Tenda Covid-19 para 24h e aumento no número de profissionais da saúde”.

Assim sendo, Canela também deve declinar da iniciativa, até porque até as 14h30 não havia informação oficial confirmando o lockdown. E, uma medida destas que impõe restrições inclusive ao ir e vir e ao funcionamento de atividades consideradas essenciais, como os supermercados, precisaria ser informada com o máximo de antecedência para que a população pudesse se prevenir em tempo.

O Estado já definiu que a bandeira preta deverá ser mantida durante a próxima semana, ainda que inicialmente o término da medida tomada na semana passada era se dar no dia 7, domingo próximo. No entanto, uma reunião entre os prefeitos da região está marcada para logo mais, às 17h, quando então deverão tomar uma decisão em conjunto.

Ao que se percebe a população está impaciente e ficando intolerante com as medidas restritivas que mantém o comércio fechado. Inicialmente, foram os empresários que se ressentiam por ficarem impedidos de faturar e honrar seus compromissos, e a população estava dando os parabéns às autoridades. Mas, nos últimos dias, a população tem se manifestado contrariamente às medidas de fiscalização aos empresários que insistem em manter as portas abertas.

Matéria publicada nesta manhã na página do Jornal Integração gerou mais de 70 comentários, quase todos criticando a ação da fiscalização que fechou uma loja de calçados na Avenida João Pessoas, em Canela, e levou o proprietário à delegacia de polícia. Selecionamos três comentários para ilustrar o fato, mas o post segue lá para ser conferido.

Sidnei Kerschner Jardim: “Quem vai lá autuar o estabelecimento tem o salário garantido, correto? Esse trabalho de fiscalização é um trabalho essencial? Só se for para prefeitura.”

Lucas Boelter Martins: “Tá na hora de o povo se unir e fazer parar essa ditadura. Ser preso por não deixar famílias passarem fome? E sem cometer crime? Caceta cara.”

Michelli Michaelsen: “Agora quando chegar as contas, aluguel, água, luz, quando alguma família for despejada por não conseguir cumprir com o pagamento, quero ver a prefeitura ajudando bonito e prontamente assim tbem”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido