Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Identifique-se para ganhar mais 1 artigos por mês!

Já sou assinante!

'Atividade física deve ser reconhecida como serviço essencial', diz Felipe Caputo - Leia Fácil
Início Exclusivo Assinantes 'Atividade física deve ser reconhecida como serviço essencial', diz Felipe Caputo

‘Atividade física deve ser reconhecida como serviço essencial’, diz Felipe Caputo

Tempo de leitura: < 1 minuto

CANELA – O vereador Felipe Caputo (PSDB) quer tornar a atividade física como serviço essencial, a fim de que a prática não sofra proibições por causa da pandemia. Ele apresentou sugestão de projeto de lei na 2ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores, realizada na quarta-feira (17). A matéria foi aprovada por unanimidade na Casa Legislativa.

“A atividade física é uma ferramenta extremamente importante no combate ao coronavírus. Eu trouxe dois artigos aqui. Um fala sobre o risco de diabetes, aumento de pressão arterial e obesidade devido ao isolamento social. Outro diz: ‘Vida fisicamente ativa como medida de enfrentamento à covid-19’. Há diversos estudos comprovando a eficácia da atividade física não só para questões cardiológicas, de hipertensão ou diabetes, mas também para problemas psicológicos, como estresse, ansiedade e depressão. Também há milhares de artigos que comprovam que a atividade física aumenta a imunidade”, explicou Caputo, que é formado em Educação Física.

O vereador ressaltou que em nenhum momento a Academia Municipal de Canela deve fechar em decorrência dos protocolos sanitários em combate à Covid-19. “A gente tem que respeitar aqueles que querem fazer. Quem não quiser, não tem problema. Os que querem fazer atividade física tem que ter o seu direito. Não fechem, principalmente para os idosos. Lógico, sempre tem que respeitar as questões sanitária e de segurança pública. Os protocolos já estão estipulados”, acrescentou.

Outras matérias aprovadas

O Jornal Integração compilou as principais indicações aprovadas por unanimidade na sessão de quarta-feira (17). O vereador Roberto Grulke (MDB) solicitou calçamento na entrada do bairro Jardim das Fontes.

Leandro Gralha (MDB) pediu asfaltamento na rua Prefeito João do Alfredo; construção de abrigos de ônibus no Bairro São Luis; rede sobre a cancha de futebol localizada na pracinha próximo ao cemitério; denominação oficial de Complexo Esportivo Antônio de Lima ao Campo do Tatu. 

Alberi Dias (MDB) quer asfaltamento nas ruas Ana Maria Fagundes e Solon Padilha, no Bairro São Lucas; linha de ônibus da Linha Caçador e Colônias; alargamento da estrada de acesso ao Ganhado Grande e Limeira; calçadas na rua Teixeira Soares, no Bairro Vila Maggi; multa às empresas privadas de internet e telecomunicação por fios soltos; revitalização do campo de futebol do bairro São Rafael; brinquedos para as crianças e Academia Comunitária na Praça Luiz Wender, localizada na Rua João Pessoa. 

Já Jerônimo Rolim (PDT) solicitou a instalação de placas de travessia de animais silvestres na estrada do Caracol e luz de led no Parque do Palácio; lista completa das pessoas que já foram vacinadas contra coronavírus na cidade; averiguação de menores de idade usando drogas na Praça do Lago.

E Merlin Jone Wulff (PDT) pediu a instalação de Lombada nas ruas João Francisco de Oliveira, na altura do n° 380 no Beco da Alegria, João Maria dos Santos, no Bairro Boeira, e Paraguai, na altura do n° 69 no Bairro Eugênio Ferreira.

Texto: Gabrielly Pimentel – redacaogramado@integracao.jor.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido