InícioColunistasGeração de Empregos

Geração de Empregos

Tempo de leitura: < 1 minuto

No ano de 2019, segundo o CAGED (Cadastro Geral de empregados e desempregados), Gramado criou 532 novos empregos com carteira de trabalho. No país foram criadas 644 mil novas ocupações. O grande problema para a retomada de novos empregos continua sendo o custo efetivo para o empresário contratar um funcionário. Estatísticas afirmam que 50% de nossa economia trabalha na informalidade. Ou reduzimos os custos de contratação de empregados e começamos a regularizar os informais ou os outros 50% continuarão custando muito caros.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA ENTRE OUTRAS

Nosso país em nível de Governo Federal, vive falando em reformas. Temos para este ano previsto as reformas tributária que prevê mais simplificação no recolhimento de impostos e a Administrativa que busca ajustar as contas públicas. Quanto a Previdenciária que foi aprovada no ano passado tenho a seguinte ilustração verídica: “Meu pai quando se aposentou, tinha cinco filhos trabalhando e recolhendo INSS. Agora, que eu estou aposentado, tenho apenas um filho contribuindo com o INSS”. Famílias menores oferecem menos contribuintes.

CORONAVÍRUS

Provavelmente oriundo de contato humano com morcegos, mais uma epidemia está assolando e preocupando o mundo. Causando mortes e infectando milhares de pessoas, esta gripe demonstra o quanto ainda temos a aprender em relação a saúde. Como alento, o índice de fatalidade é bem menor que outras epidemias ocorridas como H1N1 e Ebola. A cidade mais atingida, Wuhan na China tem 11 milhões de habitantes e está praticamente parada com as pessoas reclusas em suas residências. Existem naquela cidade cerca de 500 grandes empresas internacionais sem trabalhar. Não produzem, não vendem, não compram. Logo, logo, reflexos nos negócios, inclusive do Brasil.

 

MULHERES NA POLÍTICA, MULHERES NO TRABALHO

Este ano teremos eleição municipal. Cada partido político poderá indicar 14 nomes para concorrer a vereador, com no mínimo cinco mulheres, sendo todos do mesmo partido. A política ainda vê dificuldades na composição destes nomes pelo fato claro de que a grande maioria das mulheres não têm disposição para este tipo de atividade. Na vida profissional, esta realidade é bem diferente. Observando o segmento bancário podemos ver mulheres Gerentes, Caixas, Atendentes, Estagiárias, Seguranças, entre outras. Porque será?

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido