InícioPolíciaGramado e CanelaMandantes do crime que vitimou Rodrigo deram ordem de dentro dos presídios

Mandantes do crime que vitimou Rodrigo deram ordem de dentro dos presídios

Tempo de leitura: < 1 minuto

CANELA – A Polícia Civil (PC) cumpriu nesta terça-feira (2), mais dois mandados de prisão preventiva no combate aos crimes de homicídio, ocorrido na Rua da Cascata, bairro Santa Marta, no dia 23 de janeiro de 2020, quando a vítima Rodrigo de Moura, 24 anos, foi atingida por cerca de cinco disparos de arma de fogo, sendo quatro na cabeça e um no abdômen.

O autor dos disparos havia sido preso pela PC na segunda-feira (01º), quando foi surpreendido por ação policial no bairro Distrito Industrial. Ele foi encaminhado ao Presídio Estadual de Canela para cumprimento de prisão preventiva.

Na ação de terça, a PC, após identificar os mandantes do crime, cumpriu os mandados, mesmo que os criminosos já estavam recolhidos no sistema prisional, de onde seguiam dando ordens para a prática de crimes na cidade. Agora, responderão também pela prática do homicídio.

De acordo com o delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela e responsável pela investigação policial, um dos investigados é apontado como líder maior da facção na cidade. O criminoso foi alvo da Operação Xeque-Mate, tendo sido transferido do Presídio Estadual de Canela para outro estabelecimento prisional em novembro de 202, durante a terceira fase da operação. O segundo criminoso é apontado como braço-direito do primeiro, agindo do interior do Presídio Estadual de Canela.

Alvo errado

Medeiros destacou, Rodrigo de Moura não era o alvo pretendido pelo grupo criminoso, pois queriam matar um desafeto. No entanto, a vítima estava na companhia do alvo pretendido pelos criminosos, tendo sido atingido diversas vezes. O delegado informou que, mesmo sabendo que não se tratava do alvo pretendido, o criminoso preso na segunda-feira decidiu agir e efetuou pelo menos cinco disparos contra a vítima, que morreu no local.

O delegado reiterou que, neste e em outros crimes graves ocorridos na cidade nas últimas semanas, sua equipe policial trará à comunidade resultados positivos, com indiciamentos e prisões em todos os casos, sendo que, na maioria deles, já efetivaram as prisões necessárias. “Os policiais civis trabalham em todos os crimes incansavelmente e de forma ininterrupta, inclusive nos finais de semana e nas madrugadas, esta e outras prisões que ocorreram ou ocorrerão, são fruto de investigação policial qualificada o que faz com que haja a tendência de que os criminosos permaneçam presos por longos períodos”, disse.

O delegado Heliomar Franco, diretor da Delegacia Regional de Gramado (2ª DPRI), ressaltou que as ocorrências criminais de maior gravidade têm recebido as devidas prioridades e sido solucionadas com a identificação e prisão de seus autores, trazendo tranquilidade à comunidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido