Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Identifique-se para ganhar mais 1 artigos por mês!

Já sou assinante!

InícioExclusivo AssinantesSecretaria de Obras atende a mil demandas do Fala Cidadão

Secretaria de Obras atende a mil demandas do Fala Cidadão

Tempo de leitura: < 1 minuto

GRAMADO – Em 100 dias de governo, a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos atendeu a mil demandas do Fala Cidadão, de acordo com o secretário Rafael Ronsoni, que concedeu entrevista à Rádio Integração Digital na terça-feira (13).

“Temos uma demanda de Fala Cidadão enorme. Quando chegamos na secretaria, em janeiro, tínhamos em torno de 400 demandas. Chegamos aos 100 dias de governo atendendo o número de mil demandas do Fala Cidadão. Esse é um número bem grande. Temos umas 100 para serem atendidas, mas todas estão dentro do cronograma”, revelou Ronsoni.

De acordo com o secretário, o Fala Cidadão é o canal mais direto que a prefeitura tem com o cidadão. “É preciso respeitar nossa comunidade. Quando o cidadão pede, a gente observa o quanto é importante. Às vezes, é um detalhe, tão simples pra nós executarmos para aquela pessoa que está ali pedindo. Às vezes, é um bueiro entupido que pode danificar e causar vários problemas na rua, pode vir a alagar uma casa”, ressaltou. Para realizar algum pedido à Prefeitura de Gramado, basta acessar o site ou enviar mensagem no WhatsApp: (54) 3286-0200.

Ronsoni disse que há um atraso nos reparos de iluminação pública. “Nós atendemos muito. Foi feita a licitação do material. Tinha valores em aberto que a gente já acertou. Já chegou uma grande quantia de material. Está chegando hoje [13] os reatores, que a gente estava com dificuldade. As empresas estão com bastante dificuldade em matérias-primas. Com a chegada dos reatores, retomamos com todo o vapor e colocamos a iluminação pública em dia”, explicou.

O secretário de Obras e Serviços Urbanos, que está assinando por seis funções [2 secretarias, 3 subsecretarias e 1 diretoria] e recebendo por apenas uma, também criticou alguns problemas deixados pela gestão anterior. “Temos uma vibro que compramos 0km e que ficou praticamente os outros quatro anos de mandato parada. O caminhão que faz a pintura também estava parado e danificado. A usina estava sucateada, virando em mato. Temos fotos. Agora, colocamos ela em pleno funcionamento. Falta alguns detalhes”, disse. 

Segundo Ronsoni, a usina gera grande economicidade ao município. “Nós não precisamos comprar esse asfalto, que é caríssimo. O petróleo é muito caro. Claro que não tem tanta qualidade, mas nós conseguimos fazer melhorias, não podemos deixar as estradas no estado que estão, danificando carros e trazendo prejuízos à comunidade […] Botamos quase 100% da frota a todo vapor. Estamos remontando a equipe de asfaltamento. Já começamos o recapeamento e melhorias como tapa buracos com nossa própria estrutura”, falou.

Texto: Gabrielly Pimentel – [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido