Início Exclusivo Assinantes Atleta com suspeita de coronavírus não mora em Gramado

Atleta com suspeita de coronavírus não mora em Gramado

Tempo de leitura: < 1 minuto

GRAMADO – De primeiro momento havia a informação que mais de um atleta mesmo com atestado médico e em isolamento social, por suspeita de estarem infectados pelo coronavírus, entraram em quadra para as disputas do Campeonato Municipal de Futsal da Terceira Divisão.

A reportagem do Jornal Integração Hortênsias (JIH) averiguou a situação e se resume a um jogador que não reside em Gramado, sendo que já foi identificado pela Vigilância Sanitária. Outros seguem sendo investigados pelas autoridades de Saúde se estes deveriam estar em isolamento. A competição que reiniciou no dia 29 de setembro se encerrou na sexta-feira (9) com a vitória do G15 sobre o Unidos por 2 a 1, se sagrando campeão.

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL), apenas relatou quecumpriu com os protocolos sanitários e plano de contingência e repudia a atitude que colocou em perigo, além dos atletas e árbitros, os funcionários da Prefeitura de Gramado que organizaram e trabalharam na competição.

“Atitudes como estas colocam a perder todo o nosso esforço para a retomada do esporte em Gramado. Montamos um protocolo sério para a retomada com controle de acesso aos espaços, medição de temperatura, isolamento das arquibancadas e uma série de iniciativas para evitar aglomerações. Tudo isso vai por água abaixo, infelizmente”, destaca o secretário Municipal de Esporte e Lazer de Gramado, Jacó Schaumloeffel.

Durante entrevista para o programa Redação Esportes na Rádio Integração Digital, Jacó citou que o caso será encaminhado ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) e uma punição deve ocorrer com o atleta. Além, disso o secretário mencionou sobre como a SMEL estará planejando o restante das competições para esta temporada, como Futsal Primeira e Segunda Divisão e o Varzeano.

“Com certeza o caso será avaliado pelo TJD e vai ter punição e sobre as competições temos que verificar um novo calendário e modificar regulamentos, pois é de interesse encerrar o que estava em andamento [Futebol 1ª Divisão], mas não podemos confirmar o retorno por uma série de fatores como a classificação das bandeiras, então analisaremos o cenário a cada semana”, avaliou.

Em função deste caso e denúncias recebidas, a Vigilância Sanitária não atendeu o pedido da SMEL para rever a decisão de paralisar as atividades esportivas na cidade. O pedido é para que atletas que disputaram a competição e pessoas de suas relações que tiverem sintomas gripais, que procurem atendimento na Tenda Covid, que funciona diariamente das 7h à meia noite, junto ao Posto de Saúde do Centro.

Suspensão por 30 dias

Mesmo antes da confirmação do caso, a Vigilância Sanitária suspendeu por 30 dias todas as atividades esportivas. Segundo comunicado, “a Vigilância Sanitária Municipal determina a suspensão temporária de todos os eventos esportivos (carteado, bocha, bilhar, futebol e afins) e atividades escolares esportivas no território do município de Gramado”.

Segundo o comunicado da Vigilância Sanitária, a medida visa prevenir e mitigar os riscos de contágio à população e entrou em vigor a partir do dia 9 de outubro.

Texto: Tiago Manique

Foto: SMEL Gramado/Arquivo

2 COMENTÁRIOS

  1. Completo absurda essa decisão, num lugar que por si só já é aglomerado, cerseia se o direito do cidadão que trabalha de realizar seu esporte de lazer por conta de um fato isolado. Porque não isolem os envolvidos nessa final e vida que segue.

  2. Concordo….algumas pessoas querem fazer mídia,aí fazem essas chuvaradas por causa do vírus, enquanto alguns moradores estão aí passeando e caminhando com seus cachorros,sem usar máscaras,sem nenhuma preocupação porque com certeza não precisam trabalhar,ou estão recebendo seus salários em casa, não estão nem aí pro vírus. E a secretária da SAÚDE está preocupada com o esporte da cidade. Chega ser vergonhoso isso aí.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido