Início Notícias Saúde Prefeitura cria gabinete de crise para monitorar coronavírus em Caxias do Sul

Prefeitura cria gabinete de crise para monitorar coronavírus em Caxias do Sul

Tempo de leitura: < 1 minuto

Secretaria da Saúde já capacitou mais de 400 profissionais para auxiliar na prevenção e combate à doença (Foto Andréia Copini, Divulgação)

O prefeito Flávio Cassina e o vice-prefeito e secretário do Planejamento, Edio Elói Frizzo, criaram na quinta-feira, 12 de março, o Gabinete de Crise para acompanhar de perto o andamento dos casos do coronavírus na cidade. O grupo ainda tem a chefe de Gabinete e secretária de Governo, Gregora Fortuna dos Passos, e os secretários da Saúde, Jorge Castro; da Educação, Flávia Vergani; de Recursos Humanos e Logística, Valéria Wormann; e de Gestão e Finanças, Paulo Dahmer; além da presidente da Fundação de Assistência Social, Marlês Sebben.

De imediato, o grupo, que trabalhará sempre em conjunto com o Comitê Gestor da Secretaria da Saúde, solicitou à Coordenação de Comunicação a criação de um link específico no site da Prefeitura (https://caxias.rs.gov.br/servicos/saude/coronavirus) para que toda a comunidade tenha acesso aos materiais de divulgação sobre a prevenção ao vírus e onde buscar ajuda caso apresente os sintomas. O espaço também concentrará informações e vídeos para que empresas e escolas, por exemplo, possam buscar material para trabalhar o assunto internamente.

Outro ponto abordado pelo Gabinete de Crise foi o decreto do governo do Estado, proibindo espetáculos e festas onde poderá ocorrer aglomeração de público. "Ainda não há necessidade da publicação de um decreto municipal neste sentido. Estaremos acompanhando, semanalmente, o desenrolar do assunto e os novos casos que surgirem. As programações da Secretaria da Cultura e da Festa das Colheitas, e os atendimentos na área de assistência social, entre outras ações já divulgadas no município, estão mantidas por enquanto", informa o prefeito. A cidade tem um caso confirmado de coronavírus, dois suspeitos e seis descartados.

LEGISLATIVO MANTÉM FUNCIONAMENTO NORMAL

Após consultar o secretário da Saúde, Jorge Castro, o presidente da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, Ricardo Daneluz, decidiu não adotar nenhuma medida que contemple restrições de acesso às dependências do Legislativo. O público continuará tendo acesso liberado às galerias durante as sessões ordinárias e as audiências marcadas serão realizadas.

A principal medida será reforçar a oferta de álcool gel no prédio, já a partir da porta principal de acesso, bem como nos banheiros. Caberá à TV Câmara ampliar a divulgação de medidas preventivas, bem como atualizar informações sobre a situação da doença. Caso haja evolução mais drástica da doença na cidade no decorrer da próxima semana, o Legislativo poderá rever a decisão atual.

CIDADE DEVE RECEBER 19 MÉDICOS DA UNIÃO

O Ministério da Saúde lançou na quinta-feira, 12 de março, edital para contratação de médicos, em todo o país, para auxiliar, principalmente, no atendimento dos casos de coronavírus. Caxias do Sul deve receber 19 médicos da Estratégia da Saúde de Família, que deverão cumprir 40 horas semanais nas Unidades Básicas de Saúde.

Segundo a diretora da Rede de Atenção Básica, Patrícia Farina, a ideia é utilizar esses médicos para repor o quadro. "Ainda aguardamos os profissionais que foram chamados no concurso. Eles têm preferência na escolha do local de trabalho, mas nossa ideia é utilizar os primeiros que estiverem aptos, independente da forma de entrada, para suprir a demanda", explica. As unidades beneficiadas serão Campos da Serra, Diamantino, Santa Fé, São Caetano, Desvio Rizo, Mariani, Parque Oásis, Fátima Alta, Esplanada, Tijuca, Serrano, Vila Lobos, Vila Ipê, Santa Lúcia do Piaí, Vila Seca e Vila Cristina.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido