Início Notícias Saúde Caxias tem primeiro caso confirmado de coronavírus

Caxias tem primeiro caso confirmado de coronavírus

Tempo de leitura: < 1 minuto

Segundo o Ministério da Saúde, há 52 casos confirmados no Brasil (Foto Fernando Frazão, Agência Brasil, Divulgação)

O secretário da Saúde de Caxias do Sul, Jorge Castro, confirmou na noite de quarta, 11 de março, a ocorrência do primeiro teste positivo de coronavírus na cidade. Trata-se de um homem de 32 anos, que começou a apresentar os primeiros sintomas em 29 de fevereiro.

De acordo com as informações, o doente ficou isolado em casa a partir do momento em que houve a suspeita, confirmada na quarta em exame. Ainda de acordo com a secretaria, o estado de saúde da vítima é bom.

A médica infectologista e diretora da Vigilância Epidemiológica, Andréa Dal Bó, disse que o registro do primeiro caso não deve causar alarme na população. Assegura que as medidas preventivas já recomendadas devem ser mantidas. Entre as sugestões estão a limpeza das mãos e evitar aglomerações.

Na tarde da quarta, a secretaria informara sobre quatro casos suspeitos. Um mulher, jovem, retornando de intercâmbio na Itália apresentou sintomas compatíveis com a doença e realizou o exame. Além desta, há um jovem que esteve na Itália, um homem que viajou a Paris e Londres e uma criança de um ano que reside na Espanha e veio visitar a família que aguardam o resultado do exame. Outros quatro casos foram descartados.

Para qualificar o atendimento à população, a Secretaria Municipal de Saúde capacitou 419 profissionais, divididos em quatro turmas, para atendimento de casos suspeitos de coronavírus. A diretora das Vigilâncias ministrou o treinamento para profissionais das Unidades Básicas de Saúde, hospitais, Centro Especializado de Saúde e Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho de grandes empresas.

O Centro de Operações de Emergências da Secretaria Estadual da Saúde emitiu nota informativa com recomendações de prevenção e controle de infecções a serem adotadas nas Instituições de Longa Permanência de Idosos. “Os idosos e portadores de doenças crônicas são os grupos mais suscetíveis ao desenvolvimento de quadros respiratórios graves e resultados fatais ao se infectar com o novo coronavírus”, aponta.

Confirmações também em Porto Alegre e Campo Bom

Até a noite de quarta, a Secretaria Estadual da Saúde registrava somente dois casos confirmados, em Porto Alegre e Campo Bom – o paciente de Caxias ainda não constava no informe epidemiológico. Ainda há 265 notificados, 160 descartados e 65 suspeitos. Na região da Serra há mais quatro casos suspeitos: em Canela, Gramado, Farroupilha e Vacaria.

No Brasil são 52 confirmados e 907 suspeitos, além de 935 descartados. São Paulo registra 30 casos confirmados e Rio de Janeiro, 13. Bahia e Distrito Federal tem dois cada, como o Rio Grande do Sul. Os demais pacientes estão no Espírito Santo, Alagoas e Minas Gerais.

O dado mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta para 118.326 casos confirmados, dos quais 80.953 na China, onde 3.162 morreram. Outros 114 países têm registros de 37.371 casos confirmados e 1.130 óbitos.

Na quarta, 11, diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, declarou que a organização elevou o estado da contaminação pelo novo coronavírus como pandemia. O anúncio surge quando há mais de 115 países com casos declarados de infecção. A mudança de classificação não se deve à gravidade da doença, e sim à disseminação geográfica rápida que o Covid-19 tem apresentado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido