InícioEconomiaGramado e CanelaEmpresários e trabalhadores do trade turístico pedem retomada das atividades

Empresários e trabalhadores do trade turístico pedem retomada das atividades

Tempo de leitura: < 1 minuto

REGIÃO – As restrições impostas pelo Modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Estado, que impedem o funcionamento da atividade econômica nas cidades da região, levou um grupo de empresários e trabalhadores a organizar e promover manifestações na manhã desta terça-feira (23). Foram realizadas várias ações simultâneas.

Logo às 7h da manhã, três grupos se reuniram em três pontos diferentes. Na divisa entre Canela e Gramado, no pórtico na saída para Nova Petrópolis e no pórtico da Várzea Grande. Guarnições da Brigada Militar e Polícia Rodoviária Estadual acompanharam os atos.

Com cartazes, faixas, bandeiras do Brasil e do Rio Grande do Sul e balões pretos, verdes e amarelos, os manifestantes expressaram o desejo de retornar ao trabalho. “Queremos trabalhar”, “O turismo não é vilão”, “A morte de um CNPJ é a morte de vários CPFs”, “Todo trabalho é essencial”, “Estamos à beira da falência”, “Trabalhar não é crime”, “Devolvam nossa dignidade”, eram algumas das frases ostentadas em cartazes e faixas.

Após a mobilização em cada pórtico, os manifestantes deslocaram até o monumento A Integração, na divisa entre Canela e Gramado, onde houve uma grande concentração. Inúmeras autoridades da região participaram do ato.

O prefeito de Gramado, Nestor Tissot (PP), também participou do protesto e discursou revelando apoio do poder público. “Estamos fazendo um apelo ao governador para que flexibilize a economia. Estamos pedindo para trabalhar”, disse Nestor. Canela esteve representada pelo vice-prefeito e pelo secretário de Turismo , Gilberto Cézar e Ângelo Sanches, respectivamente. Eles também se pronunciaram durante o protesto.

Houve lentidão no trânsito e o fluxo de veículos chegou a ser interrompido em alguns momentos gerando congestionamentos. Ao passar pelo local da manifestação, maioria dos motoristas expressou apoio fazendo buzinaços.

Após os pronunciamentos de autoridades, empresários e trabalhadores, os manifestantes se dirigiram até a Catedral de Pedras em Canela, onde houve um ato final organizado pela Secretaria de Turismo. Profissionais ligados ao setor se reuniram no largo da matriz até a chegada dos manifestantes que participaram do ato na divisa. O grupo deslocou a pé do monumento A Integração até a Catedral. Novamente houve pronunciamentos.

O poder público e o setor que move a economia local aguardam um posicionamento do Governo do Estado, mas reiteraram durante a manifestação que os empreendimentos serão reabertos a partir desta quarta-feira (24). “Não fecha mais, não fecha mais, não fecha mais”, gritavam os manifestantes no final do protesto.

Foto: Gabrielly Pimentel/JIH
Foto: Gabrielly Pimentel/JIH
Foto: Gabrielly Pimentel/JIH
Foto: Gabrielly Pimentel/JIH
Foto: Eduardo Idalino/Divulgação

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido