InícioCoronavírusGramado e CanelaCasos de Covid-19 aumentam após festas de final de ano

Casos de Covid-19 aumentam após festas de final de ano

Tempo de leitura: < 1 minuto

Por Leonardo Santos – [email protected]

CANELA/GRAMADO –Os atendimentos de cidadãos com sintomas gripais e infectados com a Covid-19 aumentaram no Hospital Arcanjo São Miguel (HASM) e no Hospital de Caridade de Canela (HCC), após as festas que marcaram o final do ano de 2021, como o Natal e o Ano Novo. A informação foi dada pelos respectivos secretários de Saúde municipais, a titular de Canela, Patrícia Valle, e o adjunto de Gramado, Volnei Desiam, nesta semana. Eles confirmaram que a procura de atendimentos aumentou, mas destacaram que as situações estão controladas, sem sobrecarga nos atendimentos.

Desiam, concedeu entrevista para a Rádio Integração Digital, na quarta-feira (5). Ele tratou de acalmar a comunidade em relação ao aumento de atendimentos relacionados aos sintomas gripais, além de dizer o que pode ter causado a elevação.

“Os casos internados aqui em Gramado são mínimos. Há um ano atrás, falávamos em 80, 90 pessoas internadas, hoje temos duas. A situação está bem tranquila. Tem aumentado os atendimentos na Tenda Covid, na emergência do HASM, mas nada ainda que esteja fora do controle. Isso serve como alerta para a nossa comunidade, mais uma vez, para que tome os cuidados necessários, buscar atendimento, caso haja algum sintoma, para que não tenha necessidade de internação. Vemos que quando se busca o atendimento nos primeiros sintomas, o tratamento tem dado resultado. É importante que tenhamos essa consciência”, relatou ele. “Nas festas de final de ano, posso falar por mim, nos reunimos com os amigos e familiares, e ninguém fica de máscara. Então, isto sim, pode ter sido motivo para um aumento da contaminação”, observou. Desiam também informou que o prefeito Nestor Tissot autorizou a pasta a contratar mais profissionais da saúde para somar nos atendimentos.

Entre quarta (5) e hoje, sexta (7) os dois que estava internados receberam alta.

Patrícia Valle explanou que a Secretaria da Saúde identificou um relaxamento das pessoas com a pandemia da Covid-19, citando também as festas de final de ano. Ela também revelou que os atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) aumentaram em 61% e na maioria dos casos estão relacionados com síndromes gripais.

“Viemos identificando que há um relaxamento. Notamos uma sensível melhora na questão de internações, não temos visto aquela situação extrema que as pessoas internavam muito, então, por isso, temos percebido que o pessoal relaxou um pouco. O que contribui com isso (aumento da procura) foram as festas de final de ano, Natal e Ano Novo, onde as pessoas se reuniram para comemorar, achando que a pandemia já havia passado. Estamos vendo, muito claramente que a pandemia está aí. As pessoas estão adoecendo e procurando testes para identificar as gripes. Tivemos um aumento dos atendimentos nos postos de saúde de 61%, com a maioria sendo síndrome gripal. O Estado e o País estão vivendo isso, temos uma variante (Ômicron) muito mais contagiosa do que as outras que vínhamos trabalhando, vemos que o contágio está muito rápido”, sublinhou.

A secretária salientou que a pasta está contratando mais um médico para trabalhar no horário estendido do Posto de Saúde Central para auxiliar e não sobrecarregar os atendimentos. Com a cidade passando por mais um momento turbulento em relação à doença, ela também destacou a importância de a população ter se vacinado.

“A demanda está muito maior do que as ofertas que tínhamos em consulta. Vemos que a vacina deu resultado. Se as pessoas não tivessem se vacinado, possivelmente, iríamos ver aquele mesmo quadro de fevereiro e março de 2021 de pessoas que evoluíam para a gravidade e óbito. Deu um resultado importante, as pessoas estão adoecendo, tendo um contágio absurdo, mas vemos que, na maioria dos casos, não está evoluindo para situações críticas”.

Boletins epidemiológicos

Nesta semana, Gramado emitiu somente um boletim epidemiológico, que revelou um óbito de uma mulher de 85 anos, 58 casos positivos, 280 suspeitos e 55 moradores em tratamento domiciliar. Na semana anterior, 18 gramadenses receberam alta. Não há pessoas internadas no HASM.

Canela forneceu dois boletins, um na terça-feira (4) e outro ontem, quinta (6). Os dois marcam o montante de 153 novos casos, 33 suspeitos, e 120 em tratamento. Desde a terça (28), foram recuperados 48 pacientes. No HCC, há somente um internado na UTI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido