InícioPolíciaGramado e CanelaCasa onde adolescente foi morto já foi cenário de outras mortes

Casa onde adolescente foi morto já foi cenário de outras mortes

Tempo de leitura: < 1 minuto

GRAMADO – A Polícia Civil está investigando a morte do jovem Andrew Madruga Lopes, 16 anos, alvejado com um tiro de fuzil calibre 7.62 na noite deste domingo, por volta de 23h40, na rua Dr. João Kiefer, no bairro Carazal. Esta rua, sem saída, possui pouco mais de 40 residências e está situada em uma área aos fundos do Snowland (Pela ERS-235, saindo de Gramado, é a primeira à direita após o parque).

De acordo com o delegado Gustavo Barcellos, o jovem não tinha envolvimento com o crime, mas era filho de um criminoso que está no sistema prisional por tráfico e roubo. A Polícia acredita que o crime possa ter relação com a vida pregressa do pai.

A investigação apurou que quatro indivíduos chegaram no local em um veículo, três desceram. Eles usavam luvas e roupas camufladas e estavam encapuzados. Eles não chegaram a invadir a casa. Por uma fresta da janela atiraram contra Andrew que estava na sala, atingindo-o na região do abdômen. Em seguida fugiram.

A moradia tem histórico de criminalidade e já conhecida pelos órgãos de segurança. A morte de Andrew é a terceira neste endereço. A primeira registrada em 2018 e a última em dezembro passado.

“O local já vinha sendo usado no crime. Antes vinha sendo usado por indivíduos de uma facção criminosa para se estabelecer e implantar ponto de venda de drogas. Nos últimos dias, cerca de um mês, vinha sendo ocupado pela ex-mulher de um detento. Ela morava ali com o filho e outros parentes”, explicou o delegado.

Este é o terceiro homicídio deste ano na cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido