Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Identifique-se para ganhar mais 1 artigos por mês!

Já sou assinante!

InícioExclusivo AssinantesPrivatização da Corsan

Privatização da Corsan

Tempo de leitura: < 1 minuto

Participei de uma entrevista com o diretor presidente da Corsan, Roberto Barbuti, esta semana, onde o tema era a privatização da estatal. Só o passivo trabalhista, das causas já transitadas em julgado, o que chama de provisionados, passa de R$ 700 milhões, “e vai aumentar”, alertou.  Para ele, “o novo regime jurídico é uma necessidade para companhia ser mais flexível e competitiva […] buscar a eficiência do setor privado e sair das amarras”. Para alcançar os investimentos necessários e planejados até 2033, tratando 90% do esgoto em todos os municípios em que atua, seria necessário triplicar a capacidade que tem hoje e atingir R$ 10 bilhões no período. A ideia é entregar a gestão, mas ficar com 30% do capital. Os deputados estão com o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) para retirar a necessidade de plebiscito e, assim, decidir entre eles, em projeto de lei específico, se o Estado pode ou não vender a Corsan. Ontem, a comissão de Finanças deu parecer favorável à PEC, mas ainda não tem data para ir à votação no plenário.

Investimentos de Gramado e Canela

Perguntei ao Barbuti sobre as obras locais de água e esgoto, como seriam conduzidas, ao que respondeu que todo o planejamento, que soma um montante de investimento na ordem de R$ 240 milhões em água e esgoto, será mantido. Mas, no caso de municípios, como Gramado e Canela, cujo contrato de convênio já é curto, seria necessário negociar o alongamento deste período. Aguardemos os próximos capítulos.

Gui Gus

Vem aí a Gui Gus Café e Sorveteria. Inaugura na próxima quinta-feira, 22 de abril, onde era a Farmácia Agafarma até recentemente, na esquina da Felisberto Soares com a Júlio de Castilhos, em frente à Panvel, portanto bem no Centro de Canela. Com a temática “Bons Momentos”, a casa visa valorizar os momentos que temos individualmente ou com amigos. Para cada momento do dia, uma opção saborosa, seja no café da manhã, no lanche, no almoço, sobremesa, happy hour ou jantar. O empreendimento é do empresário Clóvis Gonçalves de Souza. O espaço possui mais de 200 m² e ainda terá uma pequena loja de Conveniência. A gerência ficará a cargo de Tarcísio Rodrigues.

Sabe o que diz

“Temos de fazer com que quando se chega a Gramado seja como se estivesse entrando em um jardim”. Gostei muito desta frase  do secretário de Obras e Agricultura de Gramado, Rafael Ronsoni, em entrevista à Rádio Integração Digital, terça-feira. É bom que todos saibamos que Gramado e Canela tem a obrigação de serem bonitas. E flores são, sem dúvida, motivo de encantamento para qualquer pessoa, ainda mais se estiver passeando.

Aeroporto da Vila Oliva

A Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura (SAC/MInfra) autorizou o município de Caxias do Sul/RS a realizar licitação para contratação do projeto de construção do novo Aeroporto Regional da Serra Gaúcha, no distrito de Vila Oliva.

Nessa primeira etapa de execução, referente à contratação dos projetos básico e executivo, o valor estimado é de R$ 2,27 milhões e tem por referência os estudos de viabilidade técnica e anteprojeto já elaborados pela SAC. Os projetos serão feitos contemplando a metodologia de construção inteligente denominada BIM, na sigla em inglês, que é a “Modelagem da Informação da Construção”.

Terça, quando esteve em Brasília, o prefeito Nestor já aproveitou para encaminhar recursos para o acesso até a Vila Oliva junto ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

Ângulo

Entrevistamos na Rádio Integração, terça-feira, o empresário administrador do Natur Hotel e da Arca das Nações, Evandro Vargas. Ele trouxe uma visão completamente diferente da que até aqui a maioria percebia para o tratamento e condução dos protocolos sanitários e a manutenção da economia. Para ele, teríamos que ter encantado o governador com uma proposta de protocolos rígida, mas sem interromper o turismo para que ele, na sua plataforma de campanha presidencial, pudesse usar o exemplo das duas pequenas cidades, que sob sua batuta, enfrentaram o vírus sem parar o turismo. Como desde o princípio a região optou pelo enfrentamento, não lhe restaram alternativas a não ser enrijecer ainda mais a fiscalização para não expandir os protestos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido