Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Identifique-se para ganhar mais 1 artigos por mês!

Já sou assinante!

Pedágios

Tempo de leitura: < 1 minuto

Primeiro: É um escarnio que tenhamos de pagar pedágio pelo uso das estradas para que estas possam ser preservadas; Segundo: muito pior que nem assim resolve. Não dá para cobrar tanto a ponto de o dinheiro arrecadado ser o suficiente para a manutenção e os novos investimentos necessários. Tudo resultado de um estado falido que ao longo da história não tomou providências e criou filhos ricos que riem da miséria dos outros, com salários e aposentadorias muito além do merecido e razoável, como o caso dos ex-governadores, ou suas viúvas, pessoas que passaram ali no cargo por nada mais do que 4 anos e adquiriram o direito destes altíssimos salários de forma vitalícia (por toda a vida). Tomei como exemplo os ex-governadores, mas a coisa é muito maior, perpassando por muitos cargos de carreira do governo e de suas estatais, como a CEEE, Judiciário, Assembleia, etc.. (Importante: Na legislatura passada, por lei, a pensão para ex-governadores foi limitada a 4 anos. E, há um projeto de autoria do deputado Pedro Pereira (PSDB), que pode ir a votação na próxima terça-feira, que limita a um ano a pensão. Também o STF está para julgar a inconstitucionalidade desta pensão e derrubar tudo).

Possível e desejável

Assim vamos nos arrastando com o possível, sem nunca chegar ao desejável. Como o arrecadado nas cancelas não dá para fazer muita coisa e o Estado não tem um pila para ajudar e fazer as obras necessárias, temos de conviver com a precariedade. Além disso, com o pouco que arrecada em uma via, precisa cuidar inclusive de outros trechos não pedagiados. Dentro do possível, portanto, gostei do planejado pelo Estado para a concessão das estradas hoje cuidadas pela EGR. Não vou entrar nos detalhes porque tem uma matéria completa nesta edição (página 7).

Obras urgentes

As obras, ainda que urgentes, como as rótulas, os trevos da Várzea Grande, neste cenário apresentado, terão de esperar. A EGR vai ainda pelo menos até fevereiro, março do ano que vem e a nova gestora terá um ano para fazer e aprovar os projetos no DAER até iniciar alguma obra. Aí como o Estado não tem dinheiro, só se os municípios fizerem o do dia para salvar sua população. Dito pelo presidente da EGR, onde precisaria faturar 50 milhões, consegue dez. Alguns pagando muito, outros, muitos outros, com isenções sem participar com nada, uma bagunça. Segundo ele, mais de 230 mil carros do RS tem isenção, obtida judicialmente. Logo, as obras importantes como a sequência do anel viário, que desviaria a ERS-235 do centro de Gramado, dependerão de recursos extras.

Mobilização

De todo modo gostei da articulação do presidente da Câmara de Vereadores de Gramado, Professor Daniel. Trabalhando dá! Foi pessoalmente de município em município convidar e todos vieram. Também o Estado deu a devida atenção e mandou as mais altas autoridades envolvidas com o assunto para os esclarecimentos.

Parou, parou

Passado um pouquinho mais da metade do governo Bolsonaro, paramos a produção para acompanhar a campanha pelo próximo a ocupar o cargo de presidente. Lamentavelmente é isso. Daqui em diante pouca coisa séria ouviremos. É o PSDB organizando prévias para escolher quem será o candidato deles, o presidente Bolsonaro reunindo com deputados e amigos políticos decidindo para qual sigla vai e o Lula e cia só pensando naquilo de novo. É o que temos para o momento, triste assim!

Transparência

O vereador e presidente da Câmara de Gramado, Professor Daniel, protocolou projeto de lei que tornará obrigatória a transmissão ao vivo das sessões de licitação da própria Câmara e da Prefeitura pelas redes sociais. Trata-se de algo simples, que pode ser feito por exemplo pelo facebook, a custo zero e que oportuniza a comunidade assistir todo o desenrolar do processo licitatório. Boa ideia, apoio e lembro que tal procedimento já é feito em outros municípios, como Caxias do Sul e deveria ser de iniciativa voluntária, antes mesmo de ser obrigatória, afinal estamos em 2021.

CPI dos vagabundos

Estava eu assistindo o WW, Wilson Witzel, governador cassado do Rio, acusado e condenado por desviar mais de meio bilhão de reais da saúde, fazendo sua defesa junto com os ‘pares’, como o Renan Calheiros e Omar Aziz, e outros. Até que chegou o Flávio Bolsonaro e colocou cada um no seu devido lugar, chamando de conchavo aquilo tudo. Interessante é que os dois canais de TV, Band e CNN acharam “coisa mais importante” para mostrar durante a fala do senador filho do presidente da República. E para refrescar a memória do ex-governador Bolsonaro leu partes da sentença do ministro do STJ-RJ que o condenou e lembrou que na sessão de julgamento do seu impeachment, misto, com cinco ministros do STJ-RJ e cinco deputados estaduais, a votação pela cassação foi unanime. Entre outras perolas o cassado sugeriu aos parceiros do Senado que mudem a lei, pois ele gostaria de ter sido julgado pelo STF. Porque será? Tchau WW.

Não passa na Câmara

O projeto de lei do executivo gramadense através do qual pretende entregar a central de informações turísticas, na esquina das Av. Borges e Das Hortênsias, não passa na Câmara de Vereadores. Ao que a coluna levantou pelo menos os cinco vereadores da oposição votarão contra. Em que pese pouco importa, eu também sou contra. Se a atividade não é mais necessária que seja abolida e aí sim o espaço pode ser terceirizado para outros fins. Ocorre que pelo menos um vereador já se declarou contrário até mesmo para o deck, que seria para um café/lancheria.

Patriotismo

Assisti uma entrevista com o jogador Casemiro da Seleção Brasileira, brasileira? Ele nem consegue mais disfarçar o sotaque espanhol. A gente nem sabe quem nos representa, tudo porque só gostamos de ganhar. Aí, se ganhar, tanto faz quem é. Teríamos de mudar isso, nos sujeitar a ser participativos mas contar com apaixonados pela nossa pátria.

Trabalhando dá!

Não vai mais parar. E “vão faltar aviões e hotéis na temporada de verão”, como disse esta semana o presidente da CVC, Leonel Andrade. Quem se preparou está faturando, quem não…. Com a vacinação avançando e os casos graves entre os vacinados diminuindo a pandemia tende a cessar. Além disso, não há mais uma viva alma que imagina ser possível parar a produção. Foi um erro que levará tempo para ser corrigido, mas não vamos mais olhar para trás.

Engrenagem Criativa

Convido para amanhã, às 10 horas, acompanharem pelo nosso facebook e pelo site leiafacil o programa Engrenagem Criativa, direto da Hard Rock Café Gramado, com a participação da Gabriela Michaelsen. Antes, às nove horas, tem o imperdível programa Universidade do Luxo, com o Evandro Vargas.

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido