Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Identifique-se para ganhar mais 1 artigos por mês!

Já sou assinante!

Bandeira preta

Tempo de leitura: < 1 minuto

A tendência para a bandeirada de hoje é totalmente preta. Ao que se denota na postura do Governador, o desenho será totalmente preto e a possibilidade de cogestão também deverá cair. Logo, a previsão é de uma semana com comércio fechado e somente as atividades essenciais funcionando, em todo o Estado.

Valeu a luta

Reconheço a dedicação do prefeito Nestor (Trator) para que a bancada gaúcha incluísse recursos nas suas emendas para o asfaltamento da estrada Serra Grande/Santa Maria do Herval. Os cinco milhões de reais é um terço do total necessário, mas é um bom começo. Se o estado fizer a sua parte, restará só mais um terço para que os dez quilômetros sejam asfaltados, abrindo-se assim, mais uma bela alternativa para a Capital.

Pedágios

De imediato deve-se pensar e focar no principal, que é o asfalto. Depois, nos detalhes. Tem, no entanto, um detalhe que precisa estar no radar desde agora, que é o pedágio. A EGR está na iminência de ser entregue ao setor privado e desde a contratação deverá constar, no mínimo detalhe, como será com essa estrada em termos de pedágio e futuras obras de melhorias. Não pode esta estar livre sendo que todos os demais acessos a Gramado e Canela são pedagiados.

Trabalhando dá!

Quero parabenizar o prefeito Nestor pela coragem de aderir a cogestão e amenizar os protocolos da bandeira preta, a fim de que pudéssemos manter o comércio aberto em Gramado. O problema é sério, merece toda a nossa atenção e colaboração. Mas, sem trabalhar, ninguém vai resolver problema algum. Basta ver a própria questão. Imagine se os profissionais da saúde fizessem corpo mole.

Paga quem ganha menos

É hora de todos percebermos de uma vez por todas que a principal conta sempre fica justamente para quem ganha menos. Aqueles dos extras, dos bicos e os operários que ganham pouco é que são atingidos de pronto. O empresário, ainda que tenha prejuízo, perca vendas e clientes, sua principal dor, acreditem, é quando tem de atingir seu parceiro de trabalho, seu amigo com quem convive diariamente, que é o cara conhecido como funcionário. Então, não reclamemos dos empresários quando insistem em querer trabalhar. É o contrário, é o momento certo de nos juntarmos a ele.

Integração 18 anos

No próximo dia 6, o JI completa 18 anos. Embora tenha pouco tempo, muita coisa se transformou neste período. Inovamos desde a chegada e, assim, seguimos nos adaptando ao tempo que vivemos. De início, apresentamos duas diferenças claras em relação a concorrência: a circulação nas quintas-feiras e a integração, como é o próprio nome, entre as duas cidades. No segundo ano, passamos a circular duas vezes por semana, às terças e sextas e foi quando assumimos a liderança de leitura. O grande marco do Integração, foi em 2009 quando adquirimos a gráfica própria e iniciamos a atuação regional criando o Integração Paranhana.

Somos todos digitais

Agora, mais do que nunca, é hora de inovar. Os últimos anos são de grande transformação de todo o setor produtivo mundial, sem nenhum setor excedido. Para se ter uma ideia, a gráfica montada em 2009 já foi desmontada em 2020 e a nossa audiência, nossos leitores só aumentam.

Grato à audiência

A facilidade de entrega da nossa produção, exatamente devido à evolução da tecnologia, amplia em muito o alcance de cada publicação. Os números não param de crescer e nos surpreender. Somos muito gratos por seguir sendo o meio de comunicação predileto de muita gente. Hoje, em comparativo com os demais veículos, que é público, estamos com pelo menos três vezes mais leitura no Facebook do que o segundo colocado. De 28 de janeiro a 24 de fevereiro, mais de 457 mil pessoas se envolveram com as nossas publicações na página do JI. Parece algo impossível para uma população de 80 mil que as nossas duas cidades base somam. Mas, claro, durante o período, a mesma pessoa pode se envolver várias vezes. Veja os quadros de comparativo e comprovante de envolvimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido