Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Identifique-se para ganhar mais 1 artigos por mês!

Já sou assinante!

InícioExclusivo AssinantesAumento na demanda

Aumento na demanda

Tempo de leitura: < 1 minuto

A cada semana os pedidos de ajuda aumentam, as secretarias de Assistência Social de Gramado e Canela estão se virando como podem para auxiliar as famílias necessitadas. É um trabalho que sempre foi feito, mas nunca em tão grande escala como agora. É real a dificuldade também em arrecadar donativos para poder repassar aos necessitados, e dentro do possível estão conseguindo ajudar. Mas até quando? Esta é uma pergunta que temos que fazer. Nós, dos meios de comunicação, também somos procurados por pessoas que estão passando por dificuldades, em um primeiro momento tentamos encaminhar para os órgãos competentes e também tentamos ajudar como podemos. Acho válido que a coordenação dessas ajudas ocorra pelas secretarias, pois são elas que sabem as dificuldades de cada família e tem competência para estudar o que cada um precisa. Sou a favor deste regramento, assim há igualdade na distribuição.

DISCUSSÃO RECORRENTE

Uma discussão que já vem de muitos anos é a comercialização de pinhão na beiras das ERS-235 e ERS-115. Como é de praxe nesta época do ano e com a liberação da colheita, alguns vendedores montam suas barraquinhas nas margens destas duas vias e vendem os pinhões tanto crus quanto cozidos para quem quiser levar o produto. É sempre a mesma batalha contra os órgãos estaduais, neste caso a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), empresa concessionária das estradas do Rio Grande do Sul.

DESNECESSÁRIA

Ao meu ver é uma discussão desnecessária, e mesmo que fosse necessária, porquê a EGR não vem discutir com os comerciantes com antecedência?Porquê só quando começa de fato o período de venda?Qual a diferença entre os vendedores de pinhão daqui e os vendedores de outros produtos nas demais rodovias estaduais, como por exemplo a ERS-239 a caminho de Novo Hamburgo?

Pergunto isso porque se passarmos por esta e outras vias encontramos diversos vendedores a beira da estrada comercializando produtos e não somente nesta época, mas o ano inteiro.A EGR deveria cuidar mais dos tantos problemas que temos nas rodovias e em tempos tão difíceis deixar estes comerciantes vender o pinhão e ganhar algum dinheiro para poder levar alimentos para suas famílias.

TA VALENDO

“Pau que dá em Chico também dá em Francisco”, com essa frase, que é um ditado popular, quero dizer que logo lá no começo da vacinação para Covid-19 em Gramado, os vereadores do MDB foram ao Ministério Público levar uma denúncia porque naquele momento o filho do secretário deInovação e Desenvolvimento Econômico,Drº Ubiratã (Progressistas)foi vacinado. Ele é jovem, médico e trabalha na linha de frente no Residencial Santa Ana, que é da família. Como sabemos os profissionais de saúde tem direito a vacina, não importa se é rico ou pobre.

Faço esse relato porque na semana passada o secretário da Saúde, Jeferson Moschen, acompanhado da procuradora do Município, Mariana Reis, foi até o MP levando uma denúncia de um valor estimado em R$ 50 mil em medicamentos vencidos adquiridos pela administração passada, quando a pasta da saúde era comandada pelo MDB. Entre os medicamentos vencidos estão vacinas e agulhas de biópsia utilizadas para coleta de amostra da próstata em casos de suspeitas de câncer e até vacinas da influenza (H1N1).Então se ir ao MP levar denúncias vale para um, também vale para o outro. É do jogo e não adianta ir para a tribuna fazer gritedo.

FALANDO EM GRITEDO

Na sessão da Câmara de Vereadores da última segunda-feira, o vereador Rodrigo Paim (MDB) se sentiu incomodado com a fala do vereador Neri da Farmácia (Progressistas) referente as dívidas deixadas pela antiga administração. “Eu não sei se tem dívida ou não, pois não estava aqui na Legislatura passada. Mas está na hora de olhar para frente. Chega de ficar remoendo o passado. O presidente do PDT,Jacó Schaumloeffel, subiu no palanque do Nestor e beijou ele”, disse. Paim foi mais longe e comentou que “o PDT, inclusive o ex-prefeito Fedoca, teria apoiado o Nestor durante a campanha e que a administração passada poderia ter sido muito melhor se o então vice-prefeito Evandro Moschem tivesse tido espaço para ser protagonista”. Só quero lembrar que o prefeito Nestor não se cansa de dizer que tem muitas dívidas deixadas e que em breve irá mostrar todos os números para a população. A comunidade está curiosa.

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido