InícioNotíciasSerra Gaúcha continua em cogestão na bandeira preta

Serra Gaúcha continua em cogestão na bandeira preta

Tempo de leitura: < 1 minuto

ESTADO – O governador Eduardo Leite acabou de informar, em transmissão ao vivo nesta segunda-feira (22), que manteve as 11 regiões do Rio Grande do Sul em bandeira preta. Porém, a Serra Gaúcha continuará funcionando em modelo de cogestão.

As restrições à circulação de pessoas no estado, que desde sábado (20) valem das 22h às 5h, serão antecipadas para as 20h. Além disso, a educação infantil e os 1º e 2º anos do Ensino Fundamental poderão ter aulas presenciais mesmo na bandeira preta.

Após ouvir associações regionais, prefeitos e entidades, o Gabinete de Crise decidiu manter a cogestão regional. Assim, as regiões em bandeira preta que aderiram ao sistema compartilhado podem adotar os protocolos próprios compatíveis até o nível de restrição da bandeira vermelha, desde que previstos nos seus planos. O mesmo vale para as regiões em vermelho, que podem adotar regras até o nível de laranja, desde que tenham plano de cogestão. A vigência da classificação começa à 0h desta terça-feira (23) e vai até as 23h59 do dia 1º de março.

O Gabinete de Crise decidiu indeferir os 10 pedidos regionais de reconsideração ao mapa preliminar da 42ª rodada do Distanciamento Controlado. Com isso, o mapa definitivo permanece com 11 regiões em bandeira preta, que somam 68,4% da população gaúcha em situação de risco altíssimo para esgotamento da estrutura hospitalar e velocidade de propagação de coronavírus. As outras 10 regiões ficaram em bandeira vermelha, o que representa risco alto.

Leia a comparação entre as bandeiras vermelha e preta:

Assista a transmissão completa do governo estadual, realizada nesta segunda-feira:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido