Vereadores criticam política do Executivo para o turismo

Política

13 de abril de 2018 às 13:35 hr
Texto
-a
+a

O assunto foi puxado pelo vereador Eloi Frizzo/PSB. Na tribuna da Câmara, nesta quinta-feira (12), o socialista começou o discurso lamentando a não realização da Festa Nacional da Uva neste ano. “Hoje, Caxias se recente de uma política forte do ponto de vista de manutenção daquilo que é nosso patrimônio cultural e a Festa da Uva é, essencialmente, um patrimônio cultural da cidade, além de todas as implicações do ponto de vista econômico”, avaliou.

Frizzo citou também o cancelamento de outros eventos, como a Festa do Pinhão de Vila Seca. Conforme ele, um evento que mobiliza a comunidade, especialmente, no desfile de carros alegóricos.

O vereador comunicou que, na próxima semana, a bancada do PSB entrará com projeto de lei transformando a Festa do Pinhão de Vila Seca, a Festa do Agricultor de Fazenda Souza e a Festa do Divino de Criúva em eventos oficiais do Município. “Apresentaremos este projeto de lei transformando essas iniciativas magníficas em eventos oficiais do Município. Daí, quem sabe, a Secretaria do Turismo passe a olhar com outros olhos para as nossas festas tradicionais que podem ser, sem dúvida nenhuma, um emulador do ponto de vista de atração turística em Caxias do Sul”, disse.

 

CHEGA DE MI MIMI

 

Elói Frizzo revelou caso ocorrido recentemente, onde uma associação de carros antigos de Caxias realizou um festival, em Nova Petrópolis. Além disso, informou que a próxima edição, em 2019, será em Gramado. “E aí a gente fica se perguntando: onde que está a nossa Secretaria de Turismo? E agora, um ano e meio depois, pelo amor de Deus, não tem mais desculpa. Não existe mais desculpa ou botar culpas nas gestões passadas. Agora não existe mais desculpa dessa administração. Eles dizem, especialmente nas redes sociais, que a Câmara tem que trabalhar. Não, quem tem que trabalhar é o Executivo. Vamos parar com esse mimimi, que está do lado de lá, não está do lado de cá”, bradou.

Em aparte, Adiló Didomenico/PTB também criticou a postura da Secretaria de Turismo. O parlamentar disse que é muito gasto para pouco resultado. “Vou na linha do vereador Meneguzzi, hoje presidente da Casa, quando dizia que a Secretaria de Turismo deveria ter sido fechada. Com a economia desses CCs dava para apoiar esses eventos, pois é pouca coisa que eles precisam da Prefeitura. Então, não precisa extinguir o CC como o prefeito quer, só não nomear incompetente. Não se sabe para que tem esses CCs na Secretaria de Turismo. Até agora não justificaram salário nenhum que receberam”, destacou.

 

« Voltar