UCS desenvolve projeto musical em escola pública

Cidades

11 de julho de 2018 às 12:40 hr
Texto
-a
+a

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), o curso de licenciatura em Música da Universidade de Caxias do Sul (UCS) está desenvolvendo na Escola Leonel Brizola, localizada no Bloco J do Campus-Sede, o projeto piloto Oficina Jovem Percussionista, voltado a alunos do ensino fundamental dos anos finais. De acordo com Vitor Hugo Rodrigues Manzke, professor do curso de Música e coordenador do projeto, juntamente com a professora Cristiane Ferronato, a iniciativa nasceu de algumas experiências de sua formação profissional e acadêmica. Segundo ele, os principais objetivos são fazer com que haja uma reflexão sobre os processos de ensino e aprendizagem em grupos de percussão; constituir o grupo jovem de percussão da UCS; e auxiliar no desenvolvimento musical da comunidade jovem da Serra Gaúcha.

Aberta a todos os alunos e egressos, essa primeira etapa será executada com 15 jovens entre 11 e 15 anos de idade, ministrada pelos acadêmicos Miraci Jardim, Maicon Basso e Matheus Pedroso. Eles se dispuseram ao trabalho voluntário, com atendimento todas as terças-feiras pela manhã, até o final do ano letivo. As aulas têm duração de 1h30, no auditório da escola. “Os estudantes terão a oportunidade real de vivenciar o papel de professor. Eles são os protagonistas deste projeto”, salientou Manzke.

A acadêmica Miraci Jardim acredita que a música pode modificar a vida das pessoas. “Com este projeto, pretendemos que os alunos vivenciem o fazer musical. Além de me fazer bem, sei que fará o bem aos alunos”. A expectativa do acadêmico Maicon Basso é poder repassar aos alunos algo que eles nunca imaginaram ter: “Não é pelo resultado musical em si que desenvolvemos este projeto, mas para mostrar algo diferente da realidade que vivem”. Matheus Pedroso espera não ser apenas um professor, “mas um amigo e colaborar no rendimento escolar”.

 

Exigência: bom rendimento escolar

 

Conforme Vitor Hugo Rodrigues Manzke, a escola Leonel Brizola foi pensada para esse tipo de atividade pois funciona em turno integral. Por meio da arte, essa iniciativa proporcionará aos alunos da rede pública outra visão de mundo, de formação acadêmica e de educação. O acordo com a escola é que para participar do projeto, os alunos precisam necessariamente ter um bom rendimento escolar em todos os sentidos ao longo do ano. “Quando tocarmos, não será simplesmente o ensino da música que estará sendo repassado. Por trás de todo esse trabalho musical, existe a busca da formação humana”, frisou.

Desenvolvendo atividades de coletividade e de cooperação por meio de jogos e brincadeiras, os jovens são preparados para iniciarem os exercícios com os instrumentos musicais. “Além de contribuirmos para a formação humana dessa gurizada, o foco também é o de complementar a formação acadêmica dos nossos alunos do curso de licenciatura em Música, que tem como propósito formar professores. Acreditamos que além de toda a teoria, o bom professor de música se forma principalmente com as oportunidades de atuação que ele tem”.

 

PANDEIRO PARA COMEÇAR

 

Por ser instrumento de fácil logística e que tanto a UCS, a Smed e a escola dispunham em quantidade suficiente para atender aos estudantes, o pandeiro foi o instrumento escolhido para iniciar os trabalhos. Leve, é de fácil manuseio, mas não tão fácil de tocar. “É um dos instrumentos de percussão que representam boa parte das manifestações populares brasileiras, base do nosso repertório”, salientou.

Conforme o professor, o avanço nos instrumentos musicais dependerá da oportunidade de consegui-los em quantidade suficiente e também da qualidade. Mesmo não tendo foco em apresentações até o final do ano, a expectativa é de que alguns trabalhos artísticos sejam desenvolvidos, proporcionando pelo menos três ações em locais a serem definidos.

Para 2019, o objetivo é o de pelo menos manter essa turma. Ampliá-lo é um desejo, mas que depende de outras questões, como a disponibilidade de mais instrumentos musicais e acadêmicos envolvidos. “Acredito que, no médio e longo prazos, consigamos parcerias público-privadas que proporcionem o sustento e a ampliação das ações do projeto”.

 

Instituição sedia eventos

 

A música será pauta de destaque na Universidade de Caxias do Sul entre os dias 12 e 15 de julho, durante o 8º Encontro de Educação Musical e o 3º Seminário de Educação Musical, que promoverão oficinas, palestras e bate-papos com profissionais do segmento no Teatro do Campus 8. A realização do curso de licenciatura em Música compartilhará práticas musicais que potencializem a capacitação de músicos, professores, estudantes e artistas em geral para o ensino da música em diversos contextos, especialmente o escolar.

Coordenadoras do evento, as professoras Cristiane Ferronato e Patricia Pereira Porto, do curso de licenciatura em Música, exaltam a intenção de oportunizar a acadêmicos e comunidade a ampliação e consolidação de aprendizados na troca de experiências práticas e na fundamentação de conhecimentos para ações didático/pedagógicas que promovam a educação musical no Brasil. "Profissionais reconhecidos nacional e internacionalmente vêm, então, somar e trocar seus conhecimentos junto aos nossos alunos", explica Cristiane. As inscrições podem ser feitas até esta quarta (11) no site da UCS.

 

« Voltar