Servidores terão 0,81% a título de trimestralidade

Política

13 de abril de 2018 às 13:40 hr
Texto
-a
+a

A secretária de Recursos Humanos e Logística de Caxias do Sul, Vangelisa Lorandi, recebeu, nesta quinta-feira (12), a presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv), Silvana Piroli. O encontro tratou da negociação salarial dos servidores e discutiu outros pontos reivindicados pela entidade. Vangelisa detalhou a análise realizada pelas diversas secretarias envolvidas ou impactadas pelas solicitações.

O índice de trimestralidade enviado à Câmara de Vereadores, referente aos primeiros meses do ano, foi de 0,81%, o que corresponde ao repasse da inflação do período. A secretária também citou que a administração está realizando o pagamento de processos judiciais de férias de professores e horas extras, passivo deixado pelas administrações anteriores.

Em janeiro de 2017, o valor foi maior do que a inflação porque o governo realizou repasses da trimestralidade referente aos últimos três meses de 2016, mais o residual de dois trimestres anteriores. “Isso comprova que o contexto exige cada vez mais capacidade administrativa e financeira do Município”, argumentou Vangelisa.

A secretária também acrescentou que a administração segue trabalhando na busca de recursos para realizar obras de melhorias nas condições de trabalho dos servidores. Algumas delas já foram realizadas, como a entrega de kits de ferramentas para as equipes de manutenção, as adaptações para servidores com deficiência e o chamamento de, pelo menos, 550 novos funcionários.

Quanto às discussões sobre plano de carreira e equiparações salariais, a titular da pasta destacou que aguarda o resultado de estudo de avaliação que está sendo realizado pelo Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul. De posse dessa avaliação, o Sindiserv será convidado a participar do desenvolvimento do plano. “A resposta aos pedidos do sindicato leva em conta o contexto atual. Embora exista previsão de crescimento econômico, ainda temos a necessidade de controle muito rígido das contas públicas para honrar os compromissos do Município”, afirmou Vangelisa.

Foi ressaltado à presidência do Sindiserv que a organização e o planejamento das intervenções da entidade são necessárias para a construção de resultados em conjunto. Vangelisa salientou que vistorias e denúncias fazem parte do papel do Sindiserv e não precisam de agendamento prévio. No entanto, reuniões com os servidores necessitam ser previamente marcadas.

 

Pedido de informações - A falta de atendimento escolar em loteamentos populares de Caxias do Sul, constatada no dia 28 de março em reunião das comissões de Direitos Humanos, Educação e Enfrentamento à Violência da Câmara, motivou pedido de informações à Prefeitura. Assinado pelas vereadoras Paulo Ioris/PSDB e Denise Pessôa/PT e pelo líder da bancada do PMDM, Paulo Périco, o requerimento foi aprovado por unanimidade, na sessão desta esta quinta-feira (12) da Câmara Municipal.

 

 

Precatórios - Com uma dívida de quase R$ 13 bilhões em precatórios, o Estado aposta no Programa de Compensação de Dívida Ativa com Precatórios, o Compensa-RS, ferramenta que disponibiliza a adesão dos devedores até o dia 27 de abril. O sistema oferece redução da multa em 25% e redução de juros em 30% às empresas para a quitação da dívida ativa. O assunto foi debatido, nesta quinta-feira (12), em audiência pública da Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa.

 

« Voltar