Leia Fácil

Política

Secretário do Planejamento terá de dar explicações no Legislativo

O presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH), vereador Eloi Frizzo/PSB, utilizou a tribuna da Câmara de Vereadores, na sessão
10 de abril de 2019

O presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH), vereador Eloi Frizzo/PSB, utilizou a tribuna da Câmara de Vereadores, na sessão desta terça-feira, para criticar a postura adotada pelo governo municipal com relação à tramitação do projeto de revisão do Plano Diretor. Frizzo contestou declaração do secretário de Planejamento, Fernando Mondadori, de que a demora da Câmara em aprovar a matéria estaria inviabilizando a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana. “Quando o prefeito Daniel Guerra selecionou, vereador Fiuza, o atual secretário de Planejamento, talvez devesse ter olhado melhor o currículo dele”, ironizou.

O vereador anunciou que ainda durante a manhã protocolara um requerimento convocando Mondadori para comparecer ao Legislativo e prestar esclarecimentos sobre a declaração à imprensa e os motivos que levam o Executivo, segundo ele, a fugir do debate. “Jogar nas costas da Câmara a responsabilidade pelo desencaminhamento de um Plano Diretor de Mobilidade é ofensivo. É ficar fazendo esse discurso que o prefeito se especializou, marqueteiro, colocando as responsabilidades e as culpas sempre em outras pessoas”, afirmou.

Tendo em vista o impasse os dois poderes, decidiu convocar Mondadori para ir se explicar ao Legislativo. “O senhor [Mondadori] vai dizer para nós, aqui, por que não tem sido parceiro do ponto de vista da gente resolver esse problema do Plano Diretor o mais rápido possível”, antecipou.

 

O QUE DISSERAM...

 

FELIPE GREMELMAIER/MDB

“Começo a entender agora o desmonte da cidade: é porque não aprovamos o Plano Diretor. A culpa é toda nossa, vereador Elói. Se o PA 24 Horas não está pronto ainda, se o plano SIM de segurança do Governo do Estado demorou tanto para ser executado em Caxias, a Prefeitura assinar o convênio; se o Fiesporte e o Financiarte não foram feitos; se as Apaes não recebem mais recursos, é tudo culpa do Plano Diretor”.

 

DENISE PESSÔA/PT

“O Plano de Mobilidade é uma exigência antiga. E aí chama atenção que não tenha sido feito, porque na proposta do novo plano, inclusive, tem alteração na parte das estações de transbordos. Então, na verdade, o que mostra é incompetência. Teria que ter feito, sim, o Plano de Mobilidade, independentemente do Plano Diretor. Agora, não sei quem é que mudou as estações de transbordo no Plano Diretor, se não foi feito estudo”.

 

PAULA IORIS/PSDB

“Talvez seja do conhecimento dos senhores [vereadores], mas o Programa Avançar Cidade traz a possibilidade de investimentos em todas essas questões, desde coisas simples como abrigos até construção de pontes, de estações. Então, é uma pena que a gente esteja perdendo essa possibilidade porque esses recursos financiados viriam muito bem”.