Secretaria aponta queda nos crimes

Polícia

11 de julho de 2018 às 12:37 hr
Texto
-a
+a

Os crimes contra a vida mantiveram, no primeiro semestre de 2018, a tendência de queda no Rio Grande do Sul. É o que indica balanço estatístico da criminalidade, apresentado pela Secretaria da Segurança Pública nesta terça-feira (10). Os dados apontam redução de 35,6% nos registros de latrocínios e 25,7% nos homicídios em comparação ao mesmo período no último ano. Em números absolutos estão registrados 1.208 vítimas de homicídios e 47 de latrocínios.

São analisados 17 indicadores, que representam os crimes de maior potencial ofensivo contra a vida e o patrimônio. O único a apresentar elevação foi o de estupros de mulheres, com variação de 3,9%. Os demais apresentaram recuos. Dentre os mais significativos está a redução de 56% nos roubos de usuários do transporte coletivo.

No site da secretaria é possível levantar os números de todos os municípios. Caxias do Sul, por exemplo, segundo as estatísticas oficiais, tem o registro de 42 vítimas de homicídio, abaixo das 46 do primeiro semestre de 2017, quando também ocorreram três latrocínios. Neste ano há registro de um. Em número de homicídios, Caxias tem a sexta colocação no estado, ficando atrás de Porto Alegre, Alvorada, Viamão, Canoas e Pelotas.

A maior incidência criminal na cidade é de furtos, com 2.018 registros, seguidos por 1.106 roubos. Houve 467 furtos em veículos e 296 roubos. Os dados oficiais ainda apontam 278 casos envolvendo entorpecentes, por posse ou tráfico; 576 estelionatos e 28 abigeatos.

 

Triplo homicídio

 

Elisângela de Oliveira Macedo, 31 anos; e Max Jean da Silva e Juliano Valerio, ambos de 37, foram mortos na tarde desta terça (10), na Rua Manuel Almeida, no Bairro 1º de Maio. Segundo relatos, a casa, localizada nos fundos de um salão de beleza, seria usada para a venda de drogas. Os três eram usuários, tinham antecedentes criminais e foram executados com armas calibre 9mm. Com essa ocorrência são 48 casos de homicídio na cidade, com 55 mortes decorrentes. No total, há o registro de 62 mortes por crimes contra a vida.

 

« Voltar