Cidades

Projeto Plástico do Bem chega às escolas públicas no dia 15

O Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) marcou para 15 de abril, segunda-feira próxima, o lançamento oficial, em Caxias
09 de abril de 2019

O Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) marcou para 15 de abril, segunda-feira próxima, o lançamento oficial, em Caxias do Sul, do projeto Plástico do Bem, iniciativa de educação ambiental desenvolvida pela entidade para disseminar conhecimentos de separação, limpeza e destinação correta de resíduos pós-consumo para a reciclagem; fomentar a economia circular; e criar oportunidade de geração de renda extra para escolas públicas e instituições de apoio social. A ação tem o apoio da Secretaria Municipal de Educação e do instituto sócio-ambiental Plastivida.

O projeto será implementado em 81 instituições de educação fundamental, oferecerá mais de 160 horas de capacitação para aproximadamente 3,5 mil educadores e envolverá perto de 35 mil estudantes e suas famílias. O lançamento para a comunidade, convidados e imprensa ocorrerá na escola Vereador Marcial Pisoni (Rua Guilherme Franzói, 35 – Bairro Bela Vista).

Devido à extensão e ao volume de participantes na rede municipal de Caxias do Sul, o processo ocorrerá em etapas. A primeira fase incluirá 15 escolas, quase 650 professores e 6 mil estudantes de três núcleos administrativos da Secretaria Municipal de Educação. O grupo foi definido em função do interesse em integrar-se ao projeto (a adesão é voluntária para cada instituição) e da localização – que influi na logística de coleta da empresa recicladora parceira, que faz a pesagem, aquisição e pagamento dos materiais arrecadados por cada escola. A capacitação dos educadores ocorrerá nesta terça (9).

Transformação na prática

Em Farroupilha, onde foi implementada em 2018, com somente oito meses de operação, a iniciativa já proporcionou novos recursos às escolas públicas, graças à geração de renda extra. E na empresa recicladora parceira do projeto, novos postos de trabalho foram abertos como consequência do volume de plástico limpo destinado corretamente. “Mas o principal são os efeitos que estamos apenas começando a ver agora e que serão realmente percebidos em alguns anos, quando todos estes estudantes se tornarem uma geração de adultos ambientalmente educados. Hoje, são crianças e jovens disseminando conhecimentos de reciclagem entre suas famílias, amigos e vizinhos. Amanhã, serão pessoas que conhecem os benefícios de cada material e que sabem de sua responsabilidade na destinação correta após o uso”, explica o presidente do Simplás, Jaime Lorandi.

O projeto já está em operação, em Caxias do Sul, na Câmara de Indústria Comércio e Serviços, desde agosto de 2018. E, há pouco menos de um mês, concluiu a capacitação de 16 educadores e 360 alunos e alunas do programa Florescer, do Instituto Elisabetha Randon, braço de ação social das Empresas Randon, nas unidades Interlagos e Forqueta.

Participantes da 1ª etapa

Arnaldo Ballvê (Santa Catarina)

Caldas Júnior (Petrópolis)

Catulo da Paixão Cearense (Panazzolo)

Engenheiro Mansueto Serafini (Pôr-do-sol)

Giuseppe Garibaldi (Cristo Redentor)

Governador Roberto Silveira (Kayser)

Helen Keller (Nossa Senhora de Lourdes)

Ítalo João Balen (Cruzeiro)

Luiz Antunes (Jardim América)

Vereador Marcial Pisoni (Bela Vista)

Zélia Rodrigues Furtado (Nossa Senhora do Rosário)

Sete de Setembro (São Luiz da 6ª Légua)

Mário Quintana (Diamantino)

José de Alencar (São Victor Cohab)

Jardelino Ramos (Presidente Vargas)