Pesquisa aponta que 72% dos canelenses aprovam o atual governo

Política

11 de julho de 2018 às 19:28 hr
Texto
-a
+a

CANELA – Buscando compreender como a comunidade tem avaliado a administração municipal e suas ações, o Executivo contratou uma empresa para realizar uma pesquisa científica de opinião pública. Os resultados foram apresentados pelo prefeito Constantino Orsolin (MDB) na manhã de hoje (11), em entrevista coletiva concedida na Câmara de Vereadores. Dentre os entrevistados, 72% aprovam o atual governo, considerando-o bom ou ótimo, contra menos de 5% de reprovação, cuja classificação foi ruim ou péssima. Outros 21% consideram a administração regular e 2% não souberam ou não opinaram.

Para a realização da pesquisa foram ouvidos 404 moradores, residentes e domiciliados no município. Conforme o Instituto Inovação, que realizou a análise, a margem de erro deste levantamento é de 3,5% para mais ou para menos, obtendo um índice de confiança de 93% do resultado absoluto. A pesquisa em questão utilizou o método quantitativo, coletando a opinião pública dos moradores de forma aleatória simples e proporcional mediante a aplicação de um questionário. O levantamento de campo ocorreu no início deste mês, nos dias 2 e 3 de julho.

Dentre os indicadores apresentados, o prefeito ressaltou positivamente as avaliações da Saúde, que de modo geral obteve a aprovação de 45% dos entrevistados. Na área em questão, cerca de 55% das pessoas consideraram os atendimentos em postos de saúde bons ou ótimos. O percentual é ainda maior quando se trata do atendimento prestado no hospital, alcançando 70% de aprovação entre os entrevistados.

Por outro lado, o que mais preocupa a administração são os números do mercado de trabalho. Entre os entrevistados, 47% informaram estar desempregados e outros 42% consideram ruins as oportunidades de emprego no município. “O resultado positivo é um trabalho de todos nós, mas cabe ao governo trabalhar em cima do índice de desempregados. Isso me preocupa, e já estamos fazendo um levantamento junto ao SINE para saber o que está faltando. O governo tem que se preocupar agora em trabalhar em cima dos dados negativos, para mudar a realidade da população. Se ficarmos em cima dos positivos, a tendência é você cair”, enfatizou Orsolin.

Na edição impressa de sexta-feira (13), o Jornal Integração traz uma matéria completa sobre o assunto, sintetizando os indicadores por áreas e ampliando a avaliação da administração municipal acerca dos resultados da pesquisa.

« Voltar