Média de duas mortes por dia desde sábado

Polícia

08 de novembro de 2017 às 11:45 hr
Texto
-a
+a

Pouco mais de 20 minutos separaram duas ocorrências, com quatro mortes violentas em Caxias do Sul, nesta terça-feira (7). A primeira ocorreu na Vila Ipê, em residência localizada na Rua Antônio Andrighetti. Foram mortos William Alves Pontes, 19 anos, e Alex de Jesus, 31.

Os autores dos crimes chegaram tripulando um veículo modelo Renault Kangoo, de cor branca. Atiraram nas vítimas e atearam fogo na moradia, ação semelhante a adotada na manhã de domingo (5), quando também foram mortos William Edmilson Oliveira Gomes, 18 anos, e Andrei Silveira dos Santos, 20, na Rua da Esperança, no Bairro Cânyon. Em ambos os casos as suspeitas são de que os locais eram pontos de tráfico de drogas.

No segundo confronto da tarde, às 17h10, guardas municipais evitaram um assalto e mataram dois homens. Usando toucas ninjas, os elementos tentaram assaltar uma mulher que depositaria dinheiro na agência do Sicredi, localizada na Rua Alexandre Rizzo, no Bairro Desvio Rizzo. Os agentes, que circulavam de motos, suspeitaram de possível assalto e tentaram interceptar os indivíduos, que atiraram. Os guardas revidaram e mataram os dois. Essas foram as duas primeiras mortes em confronto com guardas municipais.

A cidade já registra 107 mortes violentas no ano. No fim de semana ainda houve um homicídio no Serrano e outro no Reolon; um feminicídio em São Pelegrino; e a morte de um bebê de oito meses que teve o corpo queimado num incêndio provocado. A Polícia ainda terá para investigar a morte de João Adelar Rimoldi, de 60 anos, que não resistiu a ferimentos que recebeu na cabeça, possivelmente pelo uso de artefato de madeira, em 6 de agosto, no Bairro Esplanada.

 

« Voltar