Legislativo derruba veto do Executivo

Política

09 de fevereiro de 2018 às 07:40 hr
Texto
-a
+a

O plenário da Câmara de Vereadores derrubou por maioria de votos (20 X 2), na sessão desta quinta-feira (08), o veto total do prefeito Daniel Guerra ao projeto de lei que aumentou de 15 para 20 anos, a vida útil dos veículos do transporte escolar de Caxias do Sul. A matéria é de autoria do vereador Rodrigo Beltrão (PT). O prefeito Daniel Guerra vetou o projeto, alegando vício de iniciativa, pois entende que a matéria é de competência do Executivo.

A votação foi acompanhada por dezena de proprietários de vans, que estão se organizando em uma associação, que devera se chamar Univans. A informação é do representante da categoria, Luiz Antonio Ferraz Lima. Segundo ele, o projeto beneficia no sentido de de desonerar o custo da prestação do serviço. “Uma van nova custa cerca de R$ 160 mil. Não temos como comprar uma nova a cada 15 anos. Somos obrigados a comprar parcelada. No porta luva de muitas vans tenho certeza que tem um carnê de prestações para pagar. Além disso, tivemos que baixar o preço por causa das dificuldades financeiras dos pais dos estudantes, porque na hora do aperto, a primeira coisa que eles cortam é a van”, afirmou.

Na defesa da derrubada do veto, Rodrigo Beltrão argumentou que o projeto visa conciliar questões de segurança dos estudantes e a demanda dos empreendedores. “Sinceramente, do ponto de vista político, eu já imaginava que viria o veto. E esse veto não questiona o projeto tecnicamente, o veto do senhor prefeito não adentra a matéria sobre esse aspecto. O veto do senhor prefeito apenas se cinge a dizer que há um vício de iniciativa”, enfatizou.

A matéria retornou ao Executivo para a promulgação do prefeito Daniel Guerra, em até 48 horas. Caso o ato não ocorra, caberá ao presidente, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), promulgar o texto, dentro do mesmo prazo. Votaram a favor do veto apenas os dois vereadores de situação, o líder de governo Chico Guerra (PRB) e Renato Nunes (PR).

 

« Voltar