IDEOLOGIA DE GÊNERO: Legislativo arquiva projeto de proibição nas escolas

Política

09 de novembro de 2018 às 13:05 hr
Texto
-a
+a

O plenário da Câmara de vereadores de Caxias do Sul acolheu, por maioria de votos (12x8), na sessão desta quinta (8), o parecer de inconstitucionalidade exarado pela Comissão de Constituição, Justiça e Legislação ao projeto que visava proibir a discussão sobre ideologia de gênero na rede pública municipal de educação. A matéria é de autoria do vereador Chico Guerra/PRB.

O documento foi baseado em pareceres de órgãos consultivos, como a Delegação das Prefeituras Municipais e do Instituto Gamma de Assessoria a Órgãos Públicos. Segundo eles, o projeto apresenta inviabilidade jurídica, por vício de iniciativa, pois é matéria que só pode ser proposta pelo Executivo, além de ferir os princípios constitucionais.

Com o acolhimento do parecer, o projeto vai ser arquivado. Conforme o Regimento Interno do Legislativo, a matéria poderá ser proposta somente na próxima legislatura.

Chico Guerra diz que é contra debater a ideologia de gênero com as crianças. Segundo ele, a família é que deve assumir essa responsabilidade. Para o republicano, a escola serve para ensinar.

Ele acredita que opção sexual é assunto para ser tratado em casa. “Essa dita cuja ideologia de gênero, o trabalho deles [professores que defendem o tema] é incutir nas crianças, coisa que é anormal, que não reflete a verdade e vai trazer graves problemas para a criança, uma vez que não deixa o curso natural acontecer. Eles vão querer desviar o que acontece hoje, onde a criança nasce, desenvolve todas as habilidades. Se é menino vai ser menino, se é menina vai ser menina. E assim vai a vida até ela optar por alguma coisa”, defendeu.

 

« Voltar