Gramado ganha resort com atributos diferenciados

Variedades

06 de fevereiro de 2019 às 12:35 hr
Texto
-a
+a

Desde o início de fevereiro, a rede hoteleira de Gramado foi encorpada com mais 309 leitos oferecidos pelo Wyndham Gramado Termas Resort & Spa. Resultado de parceria iniciada em 2012 entre as empresas Gramado Parks, Grupo GR e Wyndham Hotel & Resorts, o estabelecimento exigiu investimento de R$ 120 milhões e trouxe para o mercado gaúcho um novo conceito, o de multipropriedade.

Na apresentação oficial da estrutura, os empreendedores destacaram que 6 mil famílias já compraram frações imobiliárias, o que lhes garante hospedagem de duas ou quatro semanas por ano, conforme o plano adquirido. De acordo com Gustavo Rezende, diretor do Grupo GR, os planos começaram a ser vendidos por R$ 40 mil e, atualmente, estão avaliados em R$ 89 mil. “Os objetivos desta primeira etapa foram alcançados”, resumiu. O Grupo GR é um dos líderes no segmento de multipropriedade no país e idealizador de operações hoteleiras e parques temáticos.

O empreendimento é o primeiro no Brasil a ser administrado pela rede Wyndham Hotels & Resorts, que atua na área de gerenciamento de hotéis há 15 anos e soma mais de 400 operações administradas no mundo, totalizando em torno de 9,2 mil leitos. O presidente e diretor geral da organização na América Latina e Caribe, Alejandro Moreno, comemorou a abertura do resort, que agora entra no portfólio de hotéis que a rede tem em mais de 80 países. “Vimos nesse empreendimento a oportunidade de mostrar Gramado para o mercado internacional”, afirmou. Ele acrescentou que o turismo cresce média de 2,5% a 3% por ano em todo o mundo.

 

Foco nas famílias

 

De acordo com o gerente geral, Marc Balanger, o hotel terá foco no atendimento às famílias, oferecendo ampla estrutura de lazer, razão para não ter sido feito nenhum investimento em centro de convenções ou serviços para o turismo de negócios. Considerando os 309 apartamentos disponíveis, distribuídos em cinco blocos, a capacidade de ocupação simultânea é estimada em torno de 1 mil hóspedes. O hotel gerou 160 empregos diretos, com possibilidade de chegar a 200. De acordo com o gerente geral, o grupo recebeu 30 dias de treinamento.

As unidades variam de 22 m² a 38 m², divididas em três categorias, com capacidade para acomodar de quatro a seis pessoas. No momento, há três apartamentos com acessibilidade plena, mas a meta é garantir 5% do total oferecido. O hotel tem restaurante preparado para receber até 450 pessoas simultaneamente e área de lazer com piscinas aquecidas, ao ar livre e cobertas, academia, sauna, sala de jogos, cinema para 40 pessoas, espaços kids e feminino, cyber com jogos eletrônicos para adolescentes e brinquedoteca.

A expectativa de Marc Balanger é que a ocupação do primeiro ano seja de 60%, elevando-se para 80% a 85% em 2020. O preço médio da diária para o ano, considerando todas as variáveis das temporadas, é de R$ 500 a R$ 550. A projeção é de que 40% a 50% da ocupação sejam de proprietários e o restante por meio do público em geral a partir do direcionamento das diárias para o centro de locação. Esta operação gera receita aos proprietários, que ainda têm a oportunidade de usufruir a sua cota em outros 4,3 mil hotéis, em cerca de 110 países, por meio da parceria existente com a RCI, líder mundial em intercâmbios de férias.

 

Pioneirismo na conquista de selo ambiental

 

O resort é o primeiro no Brasil construído no conceito Green Building, que garante que todo processo de construção e posterior funcionamento sejam sustentáveis. Entre as tecnologias ecologicamente corretas utilizadas, destaque para o paisagismo com vegetação adaptada ao microclima, reuso de água da chuva nos vasos sanitários e irrigação, chuveiros e torneiras de alta performance, sensores de presença em todas as áreas condominiais internas e previsão de iluminação natural em quase todos os ambientes.

Anderson Caliari, sócio da Gramado Parks, enfatizou que o certificado Leed (Leadership in Energy and Environmet Design – em português, Liderança em Design de Energia e Meio Ambiente) é o selo de maior reconhecimento internacional de orientação ambiental de edificações, no qual o empreendimento está em processo de certificação. “Desde o início procuramos aperfeiçoar a sustentabilidade porque sabemos que é um tema importante. E esse é o primeiro resort de multipropriedade no Brasil que buscou se certificar”, explicou. A construção de 30 mil m² foi erguida em área total de 220 mil m², onde foi mantida uma área de preservação permanente.

 

Parque termal será a próxima novidade

 

Consolidada a etapa do resort, os empreendedores concentram atenção na conclusão do Gramado Termas Park, nas proximidades do hotel, que terá investimento de R$ 30 milhões e projeção de início de atividades para o primeiro semestre de 2020. “Será o primeiro parque de água termal indoor do Brasil”, assinala Mauro Alexandre Silva, um dos sócios da Gramado Parks.

O executivo assinalou que o espaço de 12 mil m² de área construída seguirá o conceito europeu, lembrando os precursores romanos, turcos, gregos e húngaros. Com capacidade para receber 2 mil pessoas por dia, o parque terá piscinas internas e externas, ofurôs com hidromassagem, bar molhado, área kids e toboágua.

Os estudos para perfuração do poço tiveram início em 2012 a um custo, à época, de R$ 1 milhão. A água foi encontrada a 890 metros de profundidade, com temperatura de 46 graus, chegando à superfície com 43 graus e saída de vazão de até 150 m³ por hora. A bomba está localizada a 750 metros, a mais profunda da América do Sul com a finalidade específica de abastecer um parque de água termal.

 

Perfil das empreendedoras

 

Wyndham Hoteis & Resorts

 

Empresa americana de franqueamento e gerenciamento hoteleiro, com atuação em mais de 80 países dos seis continentes. Administra em torno de 815 mil apartamentos em 9,2 mil hotéis. Pelos dados da STR Report, é a maior empresa de franquias hoteleiras e líder nos segmentos econômico e de média escala na indústria de hotéis. Está presente em 14 países da América Latina e Caribe, somando mais de 220 hotéis. No Brasil, tem 36 empreendimentos em operação por meio de seis marcas. A rede planeja abrir mais 10 unidades no país em 2019, com empreendimentos em Curitiba, São Paulo, Fortaleza e Porto Alegre, além de outro hotel em Gramado.

 

Gramado Parks

 

Fundada em 2014, a empresa tem o intuito de fomentar o turismo local. Ainda administra o Gramado Exclusive Resort, Gramado BV Resort e Gramado Buona Vita Resort e SPA. Constituída por um quadro societário que atua em outras áreas do entretenimento, a empresa é parceira de marcas reconhecidas, como Café Colonial Bela Vista, Snowland, RasenPlatz e Casa Aveiro.

 

Grupo GR

 

Com 20 anos de atuação no mercado imobiliário e turístico, tem amplo conhecimento no setor de multipropriedade, com uma carteira de mais de 30 mil frações negociadas. Tem em seu portfólio o maior complexo hoteleiro do Brasil, o Royal Hotels, anexo ao terceiro parque aquático mais visitado do mundo, o Thermas Laranjais, em Olímpia (SP). Ainda tem empreendimentos em Caldas Novas e Rio Quente (GO), além de Barretos (SP).

 

« Voltar