GRÃOS

Comunidades

12 de janeiro de 2018 às 11:50 hr
Texto
-a
+a

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) informou, nesta quinta (11), que o volume de grãos da safra 2017/2018 deverá ser 4,1% menor do que o da passada. Segundo a Conab, a produção deve ficar em 227,9 milhões de toneladas. Apesar do recuo, calcula-se que a área de plantio seja 1% mais vasta, abrangendo 61 milhões de hectares. Recorde no país, a produção total da safra passada foi de 237,7 milhões de toneladas.

De acordo com a atualização da Conab, a previsão é que o cultivo do milho sofra declínio de 5,6%, passando de 97,8 milhões de toneladas para 92,3 milhões de toneladas. No entanto, o farto estoque do produto deverá trazer ao consumidor estabilidade no preço. "A queda se deu pelo crescimento da área plantada com soja por causa de uma expectativa de preço melhor no mercado internacional", explicou o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller. A soja tende, conforme o estudo, a alcançar marca 3,2% inferior à mais recente, caindo para 110,4 milhões de toneladas.

O estudo demonstrou que o abastecimento do algodão será o mais abundante, de 1,7 milhão de toneladas, com aumento de 11,4%, e ampliação de 11,9% da área de plantio. Para o arroz, a companhia espera que a próxima safra resulte em 11,6 milhões de toneladas ante os 12,3 milhões da safra passada, retração de 5,7%. A diminuição de 2% na produção gaúcha do produto puxou o índice para baixo. O Rio Grande do Sul responde por 70% da quantidade de arroz cultivada no Brasil. Para a cultura do feijão, a estimativa é de 12,7 milhões de toneladas, 9,2% menor em comparação à anterior.

« Voltar