Fedoca Bertolucci é eleito novo prefeito de Gramado

Política

04 de outubro de 2016 às 09:47 hr
Texto
-a
+a
João Alfredo Bertolucci (PDT), da coligação "A Voz e a Vez dos Gramadenses" é o novo prefeito eleito de Gramado. O candidato do Partido Democrático Trabalhista, que havia concorrido em 2004 (quando obteve 46,169% dos votos válidos) e 2008 (quando obteve 48,99 % dos votos válidos), venceu Pedro Henrique Bertolucci, do Partido Progressista e da coligação "União Por Gramado", com  50,13% dos votos. O vice-prefeito eleito com o candidato pedetista é Evandro Moschem, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).
 
Foram 62 votos que distanciaram Fedoca do candidato da situação, Pedro Bertolucci. Antes mesmo do fim da apuração, militantes, eleitores e simpatizantes do pedetista ocuparam a principal avenida da cidade, onde entoaram o jingle da campanha e abanaram para militantes da situação, simulando um "tchau".
 
"Nós estamos comemorando a vitória da democracia, a vitória de Gramado. Eu não gostaria que houvesse perdedores, eu gostaria que nós ultrapassássemos esse momento e vivêssemos todos unidos no desenvolvimento da nossa cidade, esse é meu objetivo, tornar todo gramadense, seja de qualquer partido, qualquer religião ou igreja, num protagonista do nosso futuro", disse Fedoca.
 
Evandro Moschem agradeceu emocionado a presença e a força com que a comunidade demonstrou apoio à coligação. "Eu quero agradecer vocês, porque essa vitória que não é da nossa coligação, não é uma vitória do Evandro e do Fedoca, é uma vitória de Gramado. No dia 1º de janeiro nós estaremos lá, colocando a bandeira de Gramado e não de um partido político. Até às 17h nós dividimos a cidade entre o laranja e o azul, agora nós somos todos Gramado e é com Gramado unido que nós vamos governar".
 
No fim da comemoração, Fedoca e Moschem discursaram para uma Avenida Borges de Medeiros tomada pela cor laranja. O Partido Democrático Trabalhista (PDT) e a coligação "A Voz e a Vez dos Gramadenses" assumem a prefeitura após quatro mandatos seguidos do Partido Progressista (PP).
 
"Gramado não tem partido, não tem dono, a sua riqueza é o povo. Vocês carregam Gramado nas costas e muitas vezes não são reconhecidos. Pois agora chegou a hora de governarmos juntos, chegou a hora de baterem na sede do município e saberem que lá é a casa de vocês e que nós receberemos vocês com muito amor. Gramado nasceu há 62 anos, eu tenho 62 anos e nós ganhamos por 62 votos", completou o prefeito eleito.
 
« Voltar