FESTA DA UVA: Gremelmaier avalia organização do evento

Política

14 de março de 2019 às 12:10 hr
Texto
-a
+a

O vereador Felipe Gremelmaier/MDB foi à tribuna da Câmara, na sessão desta quarta-feira (13), para apresentar uma avaliação pessoal da 32ª Festa da Uva. Ele expôs uma série de pontos positivos e negativos da organização do evento.

Entre estes últimos apontou o Fiorin Card, o reajuste dos ingressos durante a festa e a ausência do trio de soberanas, no palco, durante a solenidade de abertura oficial. Segundo ele, a Festa da Uva não teve clima e não cumpriu com os objetivos propostos pelo Executivo. “Considero de extrema relevância que gente possa fazer uma análise continuada de tudo que aconteceu e do que pode vir a acontecer, nessa possível nova edição da festa, no ano que vem. Acho que temos que manter esse debate. Concordo com a vereadora Tatiane, quando disse, que temos que manter esse debate, que temos que fazer uma análise crítica e criteriosa para preparar uma festa muito melhor do que aquilo que se viu no ano de 2019”, advertiu.

 

O QUE DISSERAM...

 

VELOCINO UEZ/PDT

“Era para ir com a Festa da Uva até o interior. Como é que interior vem, se tu não vai? Tu não oferece nada. Eu já falei aqui um monte de vezes. Aquele agricultor que está lá, seis meses esperando uma carga de brita para levar a sua uva fora da parreira, vai querer vir aqui fazer o quê? Tem que se humilhar. Então, enfim, o ponto negativo, que me deixou muito triste, foi a total desvalorização”.

 

GUSTAVO TOIGO/PDT

“Precisamos fazer com que se compre realmente a Festa Da Uva, que ela esteja integrada, mobilizada, começando pela cidade. E nisso não podem ficar de fora as nossas festas coloniais do interior, as Olimpíadas Coloniais, a abertura da colheita. É o Som e Luz que conta toda a história de como a cidade foi colonizada, como ela foi fundada, os eventos gastronômicos, bem como a Feira do Livro”.

 

PAULO PÉRICO/MDB

“Não foi assim um arrasa-quarteirão a nossa Festa da Uva. Não é de agora que estamos aqui falando sobre os possíveis problemas que a Festa da Uva teria. E a outra questão que acho é vergonhosa é a de ficar nas mãos dos patrocinadores, sendo que o maior, e nada contra a Nova Skin, não tinha absolutamente nenhuma relação histórica com o evento em si”.

 

PAULA IORIS/PSDB

“Imaginem nós sentando no mesmo lugar com o Sindicato Rural, com o CDL, com a CIC... Cada uma dessas entidades fazendo a sua análise, expondo o seu ponto de vista. Quando numa empresa a gente senta e faz essa análise qual é o nosso foco? Para todos é que dê certo lá na frente. E aqui é um bom modelo, mas temos que fazer essa análise com todas as cadeiras que integram o Conselho Consultivo”.

 

« Voltar