Cidades

Esforço comunitário mantém festa anual do Divino, na Criúva

Lucro do evento é sempre reinvestido em necessidades dos moradores
17 de maio de 2019 às 12:29
Foto: Divulgação

Um dos principais eventos da região, feito 100% com engajamento da comunidade, a Festa do Divino Espírito Santo de Criúva encerra a edição deste ano, no domingo (19), após 10 dias repletos de atividades. Além de cavalgadas e do tradicional hasteamento da bandeira do Divino, em frente à igreja, em todas as noites são celebradas missas e novenas, seguidas por jantares e bailes.

Embora a participação do público esteja um pouco abaixo, devido à sequência de dias chuvosos, José Cavalli, presidente da equipe administrativa da Festa do Divino de Criúva, estima que, com a previsão de tempo seco para o final de semana, a média de 10 mil visitantes registrada em anos anteriores se mantenha. “Fizemos mais de 800 visitas. Praticamente todas as comunidades ao nosso redor foram convidadas. Também fomos a Jaquirana, Vacaria, Flores da Cunha, Caxias do Sul e São Marcos, dentre outras cidades. A festa traz um movimento muito grande para o distrito, lotando as três pousadas durante estes dias”, destacou.

Embora realizada no atual formado desde o início da década de 1970, sempre preservando características e legados de herança portuguesa, de onde a festa é originária, Cavalli ressaltou haver registros que este tipo de festividade já ocorria na região, pelo menos desde 1889. Para ele, o principal impulsionador para que a Festa do Divino perdure por tanto tempo é a religiosidade elevada das pessoas.

Também destaca como pilar a união da comunidade local. “Não fosse isso, seria praticamente inviável realizar uma festa atrativa todos os anos, com duração de 10 dias. Creio que seja a maior festa do Brasil neste formato. Tudo aqui é feito pela comunidade, todos participam voluntariamente”, frisou.

A Festa do Divino também é exemplo de gestão que dá certo e retorno à comunidade, sem depender de verba pública. “Em anos anteriores, tínhamos auxílio da Prefeitura, hoje não mais. Entendemos as dificuldades que dizem enfrentar, mas a nossa festa não pode parar. Para este ano, estimamos fechar com lucro entre R$ 180 mil e 200 mil, valor todo reinvestido em melhorias da paróquia. Fazemos a festa porque faz parte da nossa história e para gerar benefícios aos moradores locais”, reforçou.

Programação

Sexta (17)

19h30 - Novena dedicada aos moradores de municípios vizinhos, jantar e baile com grupo Manotaço

Sábado (18)

19h30 - Novena dedicada aos movimentos da igreja e das comunidades, jantar e baile com Reny e banda Dimensão

Domingo (19)

9h - Procissões preparatórias com banda Sole Mio

10h - Missa solene

12h - Almoço tradicional

14h30 - Nomeação dos novos festeiros

15h30 - Reunião dançante com Reni e banda Dimensão

Ingressos para os eventos sociais podem ser solicitados pelo telefone (54) 9 9965.19404.