Empresas devem ficar prontas para a retomada

Comunidades

14 de novembro de 2017 às 12:30 hr
Texto
-a
+a

Após longa sequência apontando para dificuldades no cenário econômico, o recente relatório do Conselho Temático de Economia e Finanças da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), referente ao 3º trimestre de 2017, indica retomada lenta e gradual da atividade produtiva, confirmando a saída da recessão, mas com o alerta de que ela segue presente. O conteúdo foi apresentado, sinteticamente, na reunião-almoço desta segunda-feira (13) da entidade pelo conselheiro Joarez Piccinini.

O documento também traz recomendações à classe empresarial para embasar a tomada de decisões. De acordo com os conselheiros, o empresário deve prestar atenção às oportunidades que virão com a retomada da economia e se preparar com investimentos, produtos inovadores e capacidade produtiva ajustada. Porém, deve avaliar os riscos e suas consequências. “Em decorrência dos aspectos políticos no âmbito nacional, ainda há fragilidades na retomada. Por isso, continuamos reforçando que mantenham o foco no rigor do controle dos custos e as despesas, preservem o caixa e reduzam o endividamento de custo mais elevado”, diz o documento.

A Carta Econômica analisa o desempenho das principais economias mundiais, traça cenário de curto e médio prazo para a brasileira e aponta os principais aspectos que interferem nos negócios a fim de apoiar as empresas associadas no entendimento dos impactos das organizações. O conselho é integrado ainda por Alexander Messias, Astor Schmitt, Idalice Manchini, Maria Carolina Gullo, Mauro Corsetti e Rafael Biedermann Mariante.

 

« Voltar