Elvio Gonçalves lança novo livro

Esportes

13 de abril de 2018 às 13:10 hr
Texto
-a
+a

O publicitário e escritor Elvio Gonçalves lança, nesta sexta (13), a partir de 18h30, o livro "A árvore de colher estrelas", no Zarabatana Bar, no Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho. É sua segunda obra literária e a primeira voltada ao público infantojuvenil.

A narrativa traz uma história dentro de outra e tem como protagonista um servidor público chamado João, que vive triste em Belo Monte e não tem o hábito de cuidar da natureza. Um grupo de artistas passa pela localidade e presenteia João com uma semente. Ele se compromete em plantá-la e cuidá-la. 

Uma árvore frondosa nasce e cresce para gerar alegrias e sonhos para mudar a vida de João e de Belo Monte. "A árvore de colher estrelas" (Voxmidia Editora, 48 páginas, R$ 40) mostra que os sonhos estão logo ali, como o lugar em que a gente escolheu viver. Como arte, como pertencimento...

A obra é voltada ao público infantojuvenil, mas pode ser lida por todas as pessoas que se abrem para o mundo imagético da literatura e se deixam voar nos braços de uma narrativa cativante. “É um livro concebido com cuidado e entusiasmo a partir da experiência e do envolvimento cultural que sempre tive. Traz um olhar pessoal sobre o que move ou deveria mover nossas crianças, pois acredito que tanto elas como os adultos merecem, cada vez mais, conviver com arte, nas suas variadas expressões”, destaca o escritor.

Natural de Alegrete, há 20 anos Elvio Gonçalves mora em Caxias do Sul, onde coordena a programação da TV Câmara Caxias. É também autor de "Trazmundo e Pegavento" (2015), obra que oferece ao leitor a tradição das fábulas, num cenário de infância vivida na fronteira do Rio Grande do Sul, num lugarejo chamado Campo Fundo.

As ilustrações de "A árvore de colher estrelas" têm a assinatura e de Ernani Carraro. Nos traços utilizados no livro, o artista faz referência ao cartunista argentino Quino, criador da personagem Mafalda; ao multiartista Ziraldo, “pai” do Menino Maluquinho; e ao pintor espanhol Pablo Picasso, homenageado com a releitura de uma obra famosa no final da narrativa. Na apresentação, quem traz suas impressões sobre a obra é o caxiense Volnei Canônica, relações públicas e especialista em Literatura Infantil e Juvenil.

 

 

 

 

« Voltar