Leia Fácil

Comunidades

ENDIVIDAMENTO: Famílias mantêm situação sob controle

12 de abril de 2019

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada nesta quinta (11) pela Fecomércio-RS, mostrou indicadores em patamares mais confortáveis em relação ao mesmo período do ano anterior. Em março, o índice de famílias endividadas atingiu 65,2%, abaixo do registrado em igual mês de 2018. O número de famílias com dívidas em atraso teve pequeno aumento e atingiu 16,5%, mantendo-se inferior ao verificado em março de 2018 e em patamar estável, como vem sendo observado nos últimos meses. Para o presidente da entidade, Luiz Carlos Bohn, estes dados indicam que os gaúchos estão mantendo um endividamento controlado, permitindo a expansão do nível de consumo das famílias, sem colocar em risco o futuro.

O tempo de comprometimento com dívidas das famílias, na média de 12 meses, teve leve queda, fechando em 5,5 meses. O cartão de crédito segue como principal causa do endividamento (83,9%), acompanhado por carnês (19,6%), crédito pessoal (10,1%) e financiamento de carro (9,7%). 
O tempo médio de atraso das famílias inadimplentes teve redução em relação a fevereiro, alcançando 62,2 dias. As famílias sem perspectiva de pagar as dívidas em atraso nos próximos 30 dias, que indica o grau de persistência da situação de inadimplência, totalizaram 5,7%, com redução frente março de 2018, quando registrava 7,8%.