Cresce demanda por planos privados de aposentadorias

Comunidades

13 de março de 2018 às 12:10 hr
Texto
-a
+a

O debate acirrado em torno das mudanças na Previdência Social, com análises sobre os prós e contras da proposta do governo federal, gerou dúvidas e preocupações no brasileiro. Um dos efeitos concretos da Reforma, mesmo que o projeto tenha sofrido interrupção de seu andamento no Congresso Nacional em razão da intervenção federal no Rio de Janeiro, foi um aumento expressivo na procura de planos privados com foco na aposentadoria.

Uma das mais antigas operadoras deste sistema no Brasil, a multinacional Mongeral Aegon, é uma das que mais sentiu o incremento nos negócios. No seu escritório em Caxias do Sul, a procura por planos privados de aposentadoria teve acréscimo de 189% no ano passado na comparação com o anterior.

Para 2018, de acordo com a gestora da unidade local, Sandra Stefanello, a expectativa é ainda melhor: alta de 200%. “As pessoas têm buscado se preparar financeiramente para a aposentadoria. Este comportamento reflete não apenas o cenário da Reforma da Previdência, mas também o fenômeno da longevidade”, argumenta.

Diante deste cenário, a empresa ampliará o seu quadro de corretores autônomos. A meta é abrir o mercado para mais seis pessoas, que receberão treinamento específico para o segmento. “Temos atuação em toda a Serra Gaúcha e, com o retorno do emprego, as oportunidades de vendas tendem a crescer ainda mais”, observa a gestora.

Ela destaca que a população jovem tem se mostrado bastante preocupada com o futuro, constituindo-se em parcela com grande participação na movimentação do mercado de planos privados. Da mesma forma, o público mais maduro, preocupado, principalmente, em assegurar tranquilidade à família. Por isso, cresce de forma paralela aos planos de aposentadoria, a procura por seguros de vida. “Começa a se tornar mais sólido o grau de maturidade do brasileiro, que se preocupa com o seu futuro e da família”, avalia Sandra.

Segundo ela, os planos são comercializados dentro de uma realidade que não comprometa a renda familiar ou pessoal. A participação da aposentadoria e do seguro de vida deve oscilar entre 8% a 10% dos rendimentos.

Com uma base de mais de 2,1 milhões de clientes e cerca de R$ 320 bilhões assegurados, a Mongeral Aegon está presente em todo o Brasil, sendo a primeira iniciativa de previdência do país. Sua operação ininterrupta desde 1835 a torna uma das três empresas mais antigas em atividade constante no mercado nacional.Em 2009, a Mongeral foi integrada à marca Aegon, maior seguradora em previdência em grupo da Holanda.

 

 

« Voltar