Cidades

Case Caxias ganha nova estrutura

Estado pretende inaugurar 10 novas unidades até março de 2020
16 de maio de 2019 às 13:07
Foto: Thiago da Luz Machado

Em sequência ao projeto do governo do Estado de inaugurar 10 novas escolas do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), até março de 2020, Caxias do Sul teve a sua unidade entregue nesta quarta-feira (15). O módulo escolar está anexo à Escola de Ensino Médio Paulo Freire, no Bairro Reolon, onde o Case Regional de Caxias do Sul já operava.

A estrutura de 315m² contempla cinco salas de aula, biblioteca, banheiros (um adaptado para pessoa com deficiência), laboratório de informática, salas administrativa e para materiais pedagógicos, além de espaço para copa. Equipado e projetado para o ambiente escolar, o módulo permitirá a ampliação dos espaços na unidade para a realização de cursos e oficinas. “É somente pela educação que se constrói uma sociedade e um futuro melhor. Concretizar investimentos deste porte é extremamente importante. Se trata de dar melhores condições para jovens que, em algum momento de suas vidas, antes do ingresso na Fase, o Estado falhou, a família falhou. Trabalhamos para recuperar esse tempo e fazer com que eles enxerguem um futuro promissor, que antes parecia não ser possível”, salientou o presidente da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) Robson Luis Zinn.

Ele ressaltou que, ao lado da educação, a profissionalização é fator fundamental no processo de ressocialização dos jovens internos na Fase. Em cada uma das unidades de internação funciona uma escola estadual que atende exclusivamente a adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. Nestas instituições de ensino, o socioeducando prossegue com seus estudos, no ensino fundamental ou médio, exatamente de onde parou antes de ingressar na Fundação. “As aulas para os 60 alunos de Caxias do Sul começam nesta quinta. As antigas salas do Case passam a ser utilizadas para a oferta de cursos de profissionalização. Estes jovens, além de todo o apoio social e educacional, terão a oportunidade de aprender ofícios que serão facilitadores para o ingresso no mercado de trabalho”, destacou.

O diretor do Case Caxias, José Luiz Plein Filho, comemorou a inauguração da nova estrutura, ressaltando os resultados já alcançados, e que tendem a melhorar. “Na certificação de competências de jovens e adultos deste ano, 86% dos nossos adolescentes tiveram aprovação parcial ou total. No ensino fundamental, o índice foi de 58,6%. Com os investimentos, e o empenho de todos os profissionais que atuam nesta área, a tendência é que se eleve também o índice de ressocialização, atualmente em 30%”, frisou.

Para as 10 escolas que o Governo pretende inaugurar em todo o estado, o investimento foi de R$ 10 milhões, provenientes do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento, por meio da Secretaria da Educação. A primeira escola inaugurada foi na cidade de Santa Maria. Na obra de Caxias, o investimento foi próximo a R$ 750 mil.





Publicidade