Carnaval

Cidades

09 de fevereiro de 2018 às 07:55 hr
Texto
-a
+a

O Serviço Municipal de Infectologia (SMI) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realiza, nas noites de sexta-feira e sábado (9 e 10/02), uma Blitz de Carnaval. A equipe do serviço percorrerá bares e casas noturnas de Caxias do Sul distribuindo preservativos e material informativo sobre HIV/Aids, sífilis e hepatites B e C. O objetivo da iniciativa é alertar a comunidade sobre os riscos de transmissão das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e sobre a importância do diagnóstico, obtido por meio dos testes rápidos.

Helen Dalla Santa Prux, psicóloga do SMI, afirma que as atividades de prevenção são permanentes, mas se intensificam no período do Carnaval. “É um momento oportuno para uma mobilização social, para despertar na população a consciência da necessidade de prevenção às ISTs”, declara.

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica da SMS, em 2017 foram registrados em Caxias do Sul 1.130 casos de sífilis, 234 novos casos de HIV/Aids, 50 de hepatite B, 80 de hepatite C e 11 casos de pessoas infectadas com ambos os vírus de hepatite (B e C).

No decorrer do ano, o Serviço Municipal de Infectologia realiza palestras de orientação em empresas e outras instituições, mediante solicitação e agendamento prévio. No Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que funciona junto ao serviço, é possível fazer os testes gratuitamente para diagnóstico do HIV, sífilis e hepatites B e C. Para fazer os exames, não há necessidade de encaminhamento, basta procurar o serviço e apresentar o Cartão SUS e um documento de identidade com foto. O CTA também disponibiliza métodos para prevenção das ISTs, como preservativos masculinos e femininos.

O atendimento é inteiramente sigiloso. Quem realiza os testes tem a possibilidade de ser acompanhado por uma equipe de profissionais de saúde que orienta sobre o resultado final do exame, independentemente de ter sido positivo ou negativo para as infecções. O SMI está fica no Centro Especializado em Saúde (CES), na rua Sinimbu, número 2.231, no 1º andar. O atendimento à comunidade é feito das 7h às 15h.

 

 

« Voltar