Ca-Ju 100 em Gauchões é grená

Esportes

19 de março de 2017 às 21:41 hr
Texto
-a
+a
É do Caxias a hegemonia do futebol caxiense. Voltando da Divisão de Acesso, o time grená mostrou sua força e derrubou o Juventude em pleno Estádio Alfredo Jaconi no Ca-Ju de número 100 em campeonatos gaúchos. Com gol de Gilmar, na etapa final, o time de Luiz Carlos Winck mostrou supremacia e calou a torcida alviverde. De quebra, o Caxias foi aos 14 pontos e confirmou classificação para o mata-mata do Gauchão, com três rodadas de antecedência.
O Caxias volta a jogar diante do Brasil de Pelotas, quinta-feira (23), no Bento Freitas. Já o Juventude encara o Cruzeiro, quarta-feira (22), em Gravataí.
 
Caxias acertou a trave 
no primeiro tempo
 
Como se esperava, o Caxias entrou em campo com duas mudanças. Gian entrou no lugar de Thiago Machado e Nícolas substituiu Júlio César na linha dos extremas. O jogo começou equilibrado, com faltas e cartões. A primeira chegada foi do Caxias. Aos 15 minutos, Gian cobrou falta de longe para fora. Aos 24, o Juventude armou contra-ataque. Bruno Ribeiro tocou para Caprini, que chutou cruzado na rede pelo lado de fora, à direita de Marcelo Pitol. 
Aos 35, Bruno Ribeiro arriscou de fora da área e a bola saiu à direita de Pitol, que pulou para conferir. Depois, só Caxias. E vieram as melhoras chances. Aos 40 minutos, Márcio Goiano cobrou falta da intermediária no segundo pau, Jean ganhou, cabeceou bem e a bola explodiu no travessão de Douglas, que já estava vencido. No rebote, Wagner corou para o meio e carimbou a defesa duas vezes, perdendo o gol. Aos 41, o Caxias armou grande contra-ataque, Reis terminou em velocidade, invadiu a área pela esquerda, driblou Douglas e tocou para o gol, mas Sananduva salvou de cima da linha, evitando o gol grená. 
Aos 44, Bruno Ribeiro cobrou falta sofrida por Sananduva e a bola foi por cima do gol. Foi o último lance de perigo do primeiro tempo. 
 
Supremacia grená 
na etapa final
 
No intervalo, o Juventude teve que mudar. Fahel saiu com dores musculares para a entrada de Lucas. Aos sete minutos, a primeira chance da etapa. Caion serviu Taiberson, que cara a cara com Pitol mandou para fora, à direita do gol grená. Aos 10 minutos, o gol do Caxias. Gian cobrou falta na área e Gilmar cabeceou forte, vencendo Douglas e abrindo o placar. O centroavante artilheiro mandou a Papada calar e recebeu amarelo na comemoração.
Aos 12, quase o segundo do Caxias. Márcio Goiano cruzou da esquerda e Nícolas cabeceou, mas desta vez o goleiro Douglas evitou o gol grená. Aos 18 minutos, Caprini teve a chance de empatar, mas sozinho bateu em cima de Pitol. Aos 21 minutos, Ruan Renato, que já tinha cartão amarelo, acertou Wagner e foi expulso. Os times foram mudando e o Caxias passou a administrar o placar.
Aos 41, o Juventude cruzou bola na área e Wanderson cabeceou para fora, perto do gol de Pitol. No final, o Ju tentou pressionar, mas o Caxias foi eficiente e saiu com a festa.
 
CONFUSÃO
A comemoração dos jogadores do Caxias tomou o gramado do Alfredo Jaconi assim que o árbitro finalizou a partida. Os atletas foram para o alambrado comemorar com a torcida. Em seguida, receberam o troféu da Rádio São Francisco e o meia Wagner cravou uma bandeira grená no meio do campo. Insatisfeitos, o zagueiro Ruan Renato e o centroavante Caion foram tirar satisfações com o meia do Caxias depois da partida, no hall de entrada do estádio. A discussão gerou troca de empurrões, socos e até o arremesso de um gradil em direção ao ônibus do Caxias, no pátio do Alfredo Jaconi. A Brigada Militar agiu rápido e evitou que a contenda tomasse proporção maior. 
 

 

« Voltar