Atendimentos no PA 24H dobraram nas últimas semanas

Cidades

10 de julho de 2018 às 13:23 hr
Texto
-a
+a

A semana que começou fria e úmida será de baixas temperaturas, com predominância do sol. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, nos próximos três dias, a temperatura máxima em Caxias do Sul não deve ultrapassar 12ºC e as mínimas ficarão na casa de 4ºC. Situação que, como de costume, sobrecarrega ainda mais os serviços de saúde.

Conforme a diretora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, Maria Ignez Bertelli, o frio contribui para uma maior incidência de doenças respiratórias. No Pronto Atendimento 24 Horas, o número médio de atendimentos, de 1,4 mil semanais, elevou-se para perto de 2,7 mil. “A maioria destes casos é resolvida a nível ambulatorial, não resultando em agravos para o paciente e ao serviço de um modo geral”, salientou. O número semanal de atendimentos por síndrome gripal oscila de 200 a 500. A maioria dos casos está acometendo crianças.

Já a gripe Influenza fez a sua primeira vítima fatal em Caxias, no domingo (8), no Hospital Pompéia, em decorrência de agravamento do vírus H1N1. A vítima era uma mulher de 48 anos, internada há um mês.

Além deste caso, em 2018, a Serra Gaúcha já registrou até o momento mais três óbitos ocorridos nas cidades de Gramado, Canela e Flores da Cunha. Até o momento, o Município tem registrado 14 casos de internação, 12 com a conformação de H1N1 e dois de influenza A sazonal. Até agora, 44 suspeitas foram negativadas e outras 22 estão aguardando os resultados. Em unidades de tratamento intensivo foram internada 32 pessoas.

Maria Ignes ressaltou que a cidade ainda oferece vacinas contra a gripe em algumas Unidades Básicas de Saúde. A orientação é que a população ligue para os postinhos ou vá até a unidade mais próxima e se informe sobre a disponibilidade. Há ainda em torno de 2,7 mil doses.

 

Bom para a agricultura

 

O clima frio e chuvoso, entremeado com dias de sol, está sendo benéfico para as culturas agrícolas da região. Conforme Rudimar Menegotto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias do Sul, todo o frio que vir até o final do inverno é benéfico. “A umidade este dentro dos padrões normais. Os produtores sabem trabalhar com essa questão. Até mesmo geadas e queda de neve fazem parte do processo para que se alcance uma boa produtividade, principalmente para o setor frutífero. Para uma boa produção, precisamos entre 450 e 500 horas de frio; em 2017, não chegamos a 200. Se clima continuar ajudando, tudo indica que teremos produções de melhor qualidade”, destacou.

A situação também é de tranquilidade na área da defesa civil. Conforme informações do secretário municipal de Segurança Pública e Proteção Social, Clovis Juvenal Pacheco, o tempo úmido dos últimos dias gerou casos de emergência. “Juntamente com todos os órgãos de segurança, estamos em permanente monitoramento. Mas até o momento, o que nos tem chegado são situações onde o homem é o principal agente causador do problema. São, por exemplo, escavações onde o muro de arrimo não é feito, ou é feito de forma irregular”, alertou.

 

 

« Voltar