APARTE

Política

14 de março de 2018 às 12:15 hr
Texto
-a
+a

O projeto de autoria do vereador Flavio Cassina (PTB) - recentemente aprovado pelo plenário – que isenta IPTU e ITBI de empresas que se instalarem, aumentarem a matriz produtiva ou desenvolverem projetos de inovação – ainda não foi sancionado pelo prefeito Daniel Guerra. Ele também não vetou a matéria. Entretanto, incumbiu o secretário de Desenvolvimento Econômico, Emilio Andreazza, a rediscutir as bases do projeto. Na última quinta-feira, ele se reuniu com o presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços, Ivanir Gasparin – e diretores da entidade – a fim de saber o posicionamento do empresariado. Gasparin acredita que é necessário adequar alguns pontos da lei. Para hoje, uma nova reunião deve debater o tema. Desta vez no Legislativo. Segundo Cassina, o encontro ocorrerá nesta tarde, no gabinete do presidente da Casa, Alberto Meneguzzi.

 

VOTAÇÃO ADIADA

 

Nesta terça, outro projeto de Cassina referente à isenção tributária teve a discussão adiada por um dia. Ele mesmo pediu vistas sobre a matéria que institui isenção temporária de IPTU para imóveis não edificados ou loteamentos de terrenos que obtiverem licença para construção, com índice de aproveitamento igual ou superior a 20% do previsto para o terreno, com a devida aprovação do Município. O projeto deve voltar à pauta na sessão desta quinta-feira (15).

 

FICHA MANCHADA

 

O primeiro pré-candidato declarado ao governo do Estado, este ano, o ex-prefeito de Canoas pelo PT, Jair Jorge da Silva (hoje no PDT), teve os bens bloqueados pela juíza Adriana Rosa Morozini. Também tiveram os bens indisponibilizados o ex-secretário de Educação dele, Eliezer Pacheco - marido da deputada federal Maria do Rosário (PT), e a empresa WK Borges Cia. Ltda. O despacho se refere a uma ação de improbidade administrativa por irregularidades na merenda escolar, mas cabe recurso. O bloqueio totaliza R$ 35,9 milhões, sendo R$ 13,43 milhões da empresa, R$ 11,94 de Jorge e R$ 10,57 de Pacheco. A decisão judicial configura uma mancha na ficha limpa de Jairo Jorge, mas que não deve comprometer o registro da candidatura. Contudo, deverá ser bem usada pela oposição para derrubar o candidato do palanque.

 

SEGURANÇA DESCUMPRIDA

 

O debate era sobre o desaparecimento da menina Nayara Gomes, mas acabou virando mais um denúncia contra o Executivo. O tema foi levantado pelo vereador Kiko Girardi (PSD). Segundo ele, falta segurança no entorno das escolas. Em aparte, Rafael Bueno (PDT) disse que o Município descumpre a legislação que ampara o transporte gratuito para alunos que morem a dois quilômetros das escolas. “É lei. O Estado repassa e o Município não está cumprindo. Inclusive, temos uma reunião da Comissão de Educação e vou repassar isso. As crianças da Mulada não têm transporte, vereador Kiko”, revelou.

 

LULA CONFIRMADO!

 

Mas não à Presidência da República, e sim para passar cinco dias no estado, onde visitará 11 cidades, em cerrada pré-campanha eleitoral. O roteiro começa por Bagé, no dia 19, onde visita o campus da Unipampa, criada no governo dele. Ainda na fronteira vai a Santana do Livramento, onde realiza um encontro público com o ex-presidente do Uruguai, Pepe Mujica. Ele ainda visitará Santa Maria, Nova Santa Marta, São Borja – onde reverenciará as memórias de Jango e Getúlio -, São Miguel das Missões, Cruz Alta, Palmeira das Missões, Ronda Alta, Passo Fundo e termina o roteiro em São Leopoldo. Para a Serra – região de um dos maiores defensores dele, o ex-prefeito e atual deputado federal Pepe Vargas – Lula não virá.

 

« Voltar