APARTE

Política

12 de janeiro de 2018 às 11:45 hr
Texto
-a
+a

O subprefeito do Desvio Rizzo, Joares José Paproski, foi exonerado do cargo, nesta quinta-feira. A medida foi determinada pelo prefeito Daniel Guerra. O motivo foi a polêmica gerada pela utilização de maquinário da subprefeitura de forma irregular no alargamento de uma rua. Segundo o secretário de Obras e Serviços Públicos, Leandro Pavan, sem dolo algum, os operadores avançaram as máquinas 50m no interior de um loteamento particular – o que é ilegal.

Em nota, o prefeito justificou a exoneração para livre apuração dos fatos e amplo direito de defesa do ex-servidor. “A tolerância é zero com a ilegalidade e, se indícios existem, temos que apurar com rigor as denúncias”, afirmou. Mesmo exercendo a função de subprefeito, Paproski ocupava um CC6 de coordenador – mesmo nível do cargo. O salário bruto dele era de R$ 3.407,49. Quem assume o cargo interinamente é o secretário Pavan.

 

NA RESPONSABILIDADE

 

“Eu disse que precisávamos perceber as experiências que deram certo, aceitar e fazer as mudanças. Desburocratizar o Estado. Falei que isso só seria possível por meio da parceria com a Assembleia Legislativa. Aqui estamos, hoje, diante de um grande exemplo do sucesso que resulta dessa parceria”. Com estas palavras, o governador José Ivo Sartori selou a parceria do Legislativo para a aprovação de projetos de interesse do Executivo. O discurso ocorreu durante a solenidade de sanção dos 18 projetos de lei relacionados à segurança pública. Contudo, nem sempre foi assim durante os três primeiros anos de governo e, para os próximos meses, o comportamento das bancadas antes aliadas é uma incógnita. PSDB, PP, PTB e PDT, principalmente, já anunciaram candidatos próprios. A estratégia deles em plenário, este ano, ainda merece cuidado por parte do atual governo.

 

TRIMESTRALIDADE VALE 1,09%

 

O prefeito Daniel Guerra (PRB) decretou, nesta quinta, o índice trimestral para a correção salarial dos servidores públicos municipais efetivos e dos cargos de confiança do Executivo. O índice ficou em 1,09% e será acrescido à folha de pagamento de janeiro, a ser paga no último dia útil do mês. Conforme a legislação vigente, a trimestralidade é uma média de três índices de inflação: IGP-M/FGV, IPC/FIPE e IPC/IEPE e se referem aos meses de outubro, novembro e dezembro do ano passado.

No último reajuste, em outubro – referente ao período julho/setembro – o índice foi de 0,14%. Na época, houve polêmica porque, segundo a secretária de Recursos Humanos e Logística, Vangelisa Lorandi, em entrevista à Rádio Caxias, o prefeito iria descontar, pois o trimestre anterior havia apresentado deflação de 0,45%. Depois de um disse-me-disse, Guerra a desmentiu e afirmou que jamais havia cogitado o desconto.

 

DÁ LÁ, TIRA AQUI

 

Ainda com referência à trimestralidade, no final de julho do ano passado – no apagar das luzes de anunciar o índice - por meio de decreto, o Executivo voltou a conceder o benefício deste parâmetro de correção aos CCs, com salário congelado há mais de dois anos e, naquele momento, já sem a verba de representação há seis meses. A trimestralidade para os CCs havia sido cortada pelo ex-prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT) devido à crise financeira do Município. O mesmo motivo que levou Daniel Guerra, agora, a cortar os vales alimentação e transporte dos comissionados.

 

PONTOS FACULTATIVOS 2018

 

Decreto publicado no Diário Oficial Eletrônico desta quinta declara os pontos facultativos na administração direta (Prefeitura) e indireta (FAS, Samae, Ipam e Codeca) para o corrente ano. Conforme o decreto, o chefe de setor convocará os servidores indispensáveis para a prestação de serviços essenciais durante os dias declarados como ponto facultativo. A exceção do ponto facultativo é para os servidores da Secretaria Municipal da Educação, cujas escolas possuem calendário próprio.

 

Datas fixadas

Carnaval: 12 e 13 de fevereiro, e 14, na parte da manhã, reiniciando o expediente às 12h

Dia do Servidor Público: 28 de outubro

Véspera de Natal: 24 de dezembro

Véspera de Ano Novo: 31 de dezembro

 

« Voltar