Leia Fácil

Fernando Santos

APARTE

15 de abril de 2019 às 08:40

Mistério até na volta

 

Depois de passar duas semanas viajando a serviço do Município e às custas dos cofres públicos, não foi nesta sexta-feira (12) que a imprensa pode falar com o chefe de gabinete, Chico Guerra. Durante toda a manhã e nas primeiras horas da tarde, a informação da assessoria de Comunicação era de que ele estava em reunião. Uma notícia seria enviada à mídia local, porém, mesmo pronta desde o início da manhã, faltavam as fotos para anexar o documento. Se a estratégia do atual governo era vencer a imprensa no cansaço para deixar o assunto esfriar parece que deu certo. Semana que vem é Paixão de Cristo e Páscoa e outras informações deverão circular pelos meios de comunicação. Até porque notícia velha não “vende jornal” e nem dá “Ibope” para rádio e TV.

 

NERI, O VICE

 

O deputado estadual Neri, o Carteiro é o novo vice-presidente estadual do Solidariedade, que manteve Claudio Janta como presidente. A eleição ocorreu durante a convenção do partido, realizada no Plenário Ana Terra, na Câmara Municipal de Porto Alegre, nesta sexta-feira (12). No discurso de posse, Neri falou de construção coletiva. “Assumo esse desafio com bastante motivação para poder colaborar com o grupo, fazer com que o partido cresça ainda mais. Nossa intenção é trabalhar muito para fortalecer as bases nos municípios, assim como fizemos em Caxias do Sul”, afirmou. A nova executiva também contempla o segmento feminino. A ex-candidata ao Senado, em 2018, Sandra Weber, foi eleita como 3ª vice-presidente. Já a vereadora de Caxias do Sul, Tatiane Frizzo, é a 2ª tesoureira.

 

VISTORIA SOB ANÁLISE

 

A Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara de Vereadores se reunirá, na terça-feira (16), com representantes do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul (Cremers). O encontro ocorrerá às 15h, na Sala das Comissões Vereadora Geni Peteffi. Estarão presentes o coordenador da Comissão de Fiscalização do Cremers, Geraldo Pereira Jotz, e do médico-fiscal Mário Henrique Osanai. A finalidade é esclarecer vários pontos do relatório da vistoria que o Cremers realizou na UPA Zona Norte e em Unidades Básicas de Saúde, no dia 8 de março. No caso da UPA, o Conselho indicou interdição ética, devido a problemas operacionais. Na mesma época, os fiscais do Cremers foram impedidos pelo Executivo de vistoriarem a obra interna do antigo Postão 24h, que será transformado em UPA Central. A reunião será coordenada pelo presidente, vereador Renato Oliveira/PCdoB, com a participação de Felipe Gremelmaier/MDB, Paula Ioris/PSDB, Rafael Bueno/PDT e Tatiane Frizzo/SD.

 

A CULPA NÃO É DO EXÉRCITO

 

O presidente Jair Bolsonaro/PSL se manifestou, pela primeira vez, nesta sexta-feira (12), em Macapá, sobre a morte de Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos. Ele foi morto pelo Exército no domingo (7), no Rio, quando o carro que dirigia foi alvo de pelo menos 80 tiros de fuzil disparados por soldados do Exército. Os militares dizem que confundiram o carro com o de criminosos. "O Exército não matou ninguém, não. O Exército é do povo e não pode acusar o povo de ser assassino, não. Houve um incidente, uma morte", salientou. A declaração ocorreu durante a inauguração do aeroporto da capital do Amapá. Bolsonaro disse ainda que lamenta a morte de um cidadão trabalhador e honesto, sendo que está sendo apurada a responsabilidade. “No Exército sempre tem um responsável. Não existe essa de jogar para debaixo do tapete. Vai aparecer o responsável", afirmou Bolsonaro. Até esta sexta-feira, Bolsonaro só havia se manifestado sobre o tema por meio do porta-voz Otávio Rêgo Barros.